Conto Os três porquinhos


O conto Os três porquinhos pertencia ao folclore inglês e fora transmitido oralmente até ganhar a famosa versão escrita por Joseph Jacobs. Um clássico da literatura infantil, a história dos três porquinhos vive no nosso imaginário coletivo e nos ensina o valor do trabalho e da perseverança.

Resumo

Era uma vez três porquinhos irmãos que viviam com a mãe. Dois porquinhos não ajudavam em nada na casa, enquanto o terceiro porquinho sentia pena da quantidade de trabalho que a mãe tinha.

Um belo dia, a mãe, ciente da maturidade dos filhos, orientou que os porquinhos saíssem de casa para construírem suas próprias vidas. Ela fez um farnel para cada um deles e forneceu algumas economias para que comprassem material para construírem as casas.

O primeiro porquinho, preguiçoso, quis construir uma casa que não desse trabalho. Apesar da advertência dos irmãos, construiu uma casa de palha.

O segundo porquinho, menos preguiçoso que o primeiro, resolveu construir uma casa de madeira. Apesar de mais segura do que a casa de palha, a de madeira não era boa para o frio e não era resistente o suficiente para impedir a entrada de um lobo.

O terceiro porquinho, por sua vez, precavido e paciente, resolveu construir sua casa com tijolos. 

os tres porquinhos

Enquanto os dois irmãos mais novos terminaram as construções de palha e madeira em uma manhã, o terceiro porquinho seguiu engajado na sua demorada construção. Em três dias o trabalho estava feito: ergueu uma resistente casa com tijolos e cimento.

Algum tempo depois, um lobo surgiu na floresta. Percebendo a presença dos porquinhos foi logo bater na primeira casa, a feita com palha. O primeiro porquinho, em pânico, fugiu para a casa ao lado, a do irmão que havia trabalhado com a madeira.

O lobo dirigiu-se então para a segunda casa e, como os porquinhos não abriram a porta, ameaçou assoprar para destruir a construção. A casa de madeira, de fato, caiu com a rajada de vento. Aproveitando a falta de fôlego, os porquinhos correram para a casa do irmão mais velho.

O irmão mais velho os abrigou e garantiu que tudo correria bem. Quando o lobo soprou novamente, a casa, feita de tijolos, sequer mexeu um milímetro.

No dia seguinte, o lobo voltou a atacar a casa que restava, dessa vez tentou entrar pela lareira. Como o porquinho mais velho era muito precavido, deixou um caldeirão de sopa fervendo posicionado bem embaixo da lareira. O lobo, ao cair na caldeira, fugiu desesperado e os três porquinhos continuaram sãos e salvos.

os tres porquinhos

Conheça a história por trás da criação dos três porquinhos

Estima-se que primeira versão da história tenha sido criada em torno de 1000 d.C. (não se sabe a autoria). Em 1383, o conto infantil foi adaptado para teatro, mas somente em 1890, foi popularizado graças a escrita de Joseph Jacobs. 

joseph jacobs
Pintura de Joseph Jacobs.

Embora tenha nascido em Sidney, na Austrália, no dia 29 de agosto de 1854, Jacobs passou boa parte da vida na Inglaterra. Mudou-se para lá aos dezoito anos, em 1872, e foi historiador, professor e especialista em contos de fada. Publicou, em 1898, o livro English Fairy Tales, que continha a história dos três porquinhos.

Na coletânea, Jacobs deu créditos a James Orchard Halliwell, um dos primeiros a escrever uma versão da história dos três porquinhos. A versão de James foi publicada em 1849, no livro Popular Rhymes and Nursery Tales.

James Orchard Halliwell
Retrato de James Orchard Halliwell.

Quase cem anos mais tarde, em 1933, o estúdio de Walt Disney lançou uma adaptação da história em formato de animação (curta-metragem).

Adaptação para desenho animado feita pela Disney

Lançado em maio de 1933, Three Little Pigs (nome original) é um desenho animado em formato curta metragem lançado pela Disney. Dirigido por Burt Gillett, a produção recebeu o Oscar de melhor curta metragem  de animação no ano a seguir (1934).

A música original, conhecida em português como Quem tem medo do Lobo Mau?, foi composta por Frank Churchill. 

Na ocasião, o estúdio achou por bem dar nomes aos porquinhos que até então não eram identificados, os nomes escolhidos foram: Fifer Pig, Fiddler Pig e Practical Pig (no Brasil os nomes foram traduzidos para Prático, Heitor e Cícero).

Filme Três porquinhos e um bebê

Produzido em 2009 e dirigido por Howard E. Baker, o filme é uma animação norte americana de 76 minutos inspirada na história clássica dos três porquinhos.

Conheça também a história da Branca de neve.