23 bons filmes de dança para assistir na Netflix


Laura Aidar
Laura Aidar
Arte-educadora e artista visual

Os filmes que trazem a dança como elemento principal são muito apreciados, seja por dançarinos ou não.

Esse tipo de produção costuma ser um deleite para os olhos, pois é recheado de cenas com coreografias, sendo uma oportunidade de contemplar duas linguagens da arte ao mesmo tempo, o cinema e a dança.

1. Let's Dance (2019)

Cartaz do filme Let's dance exibe rapaz fazendo passo de dança com janela iluminada ao fundo.

Let’s dance é um filme francês de 2019 que traz em sua narrativa, além de outros elementos, o contraste entre o hip hop e o ballet.

Dirigido por Ladislas Chollat e escrito por ele e Joris Morio, o filme conta sobre um jovem dançarino de rua que vai para Paris e lá começa a dar aulas em uma academia de ballet, se envolvendo com uma das dançarinas.

Apesar da trama aparentemente comum, o filme se destaca ao aprofundar as questões relacionadas à própria dança e às complicações que cercam os relacionamentos afetivos.

2. O grande passo (2018)

Cartaz do filme O grande passo exibe dois garotos dançando balé

O longa-metragem indiano foi lançado em 2020 e quem assina a direção é a roteirista Sooni Taraporevala.

Nishu e Asif são dois garotos que vivem em Mumbai e descobrem na dança clássica um instrumento de transformação. A história é inspirada na trajetória de Manish Chauhan, que participa do filme interpretando a si mesmo.

Esse é um filme que integra a chamada Bollywood e traz uma trilha sonora marcante.

3. Dance Academy (2017)

filme The dance Academy

Dance Academy, de 2017, é um filme que surgiu como desdobramento da série com o mesmo nome.

A série teve três temporadas e o filme é uma continuação dos acontecimentos. Nele, acompanhamos mais de perto a vida de Tara Webster, dançarina que sofre uma lesão na coluna e precisa decidir se continua ou não na dança.

A série australiana é uma criação de Samantha Strauss e o longa-metragem tem direção de Jeffrey Walker.

3. Os embalos de sábado a noite (1977)

cena de Os embalos de sábado à noite. Casal dança em pista de boate iluminada.

Quando se fala em filmes de dança, um dos primeiros que vem à mente é o clássico Os embalos de sábado a noite (Saturday Night Fever, originalmente).

Lançado em 1977, o filme foi dirigido pelo britânico John Badham e traz como destaque Jonh Travolta no papel de Tony Manero.

Tony é um apaixonado pela dança que trabalha em um emprego chato e só vê graça nas noites de sábado, quando sai para dançar.

A produção vai além de mostrar superficialmente a história de um dançarino, se aprofundando em questões sócio-culturais, como o preconceito, a violência sexual e alienação do trabalho.

Além disso, a trilha sonora é um elemento importante que contribui para o sucesso do longa.

5. Sonhar e dançar, o quebra-nozes de chocolate (2020)

Cartaz de Sonhar e dançar: o quebra nozes de chocolate exibe meninas negras dançando balé no palco

Com o nome original de Dance Dreams Hot Chocolate Nutcracker, a produção no estilo documentário mostra os bastidores da escola de dança da coreógrafa Debbie Allen na preparação dos alunos para uma apresentação importante de dança.

O filme, que tem direção de Oliver Bokelberg e foi lançado em 2020, mostra os sonhos e desejos dos alunos, que encontram no espetáculo uma grande motivação.

O quebra-nozes de chocolate é o nome da releitura da famosa peça de ballet O quebra-nozes. A nova versão do espetáculo, idealizada por Debbie, apresenta diferentes estilos de dança e ganhou grande projeção nos EUA.

6. Girl (2018)

Cartaz do filme Girl exibe rosto de moça loira pela metade em fundo azul

Girl conta a emocionante história de Lara, uma jovem bailarina transgênero que luta para se enquadrar no universo do ballet e em sua própria vida.

Dirigido pelo belga Lukas Dhont, a estreia do longa foi em 2018 e traz como protagonista o ator Victor Polster e é baseado em uma história real.

Diferente de outros filmes que abordam o assunto, aqui vemos uma personagem trans que já conta com a aceitação do pai, auxílio de médicos e psicólogos e que, no primeiro momento, transmite estabilidade. Entretanto, aos poucos, mergulhamos em seus dramas e conflitos.

7. Ya no estoy aquí (2019)

filme mexicano Ha no estou aquí. Jovem mexicano com roupas coloridas dança em lugar ao ar livre com vista da cidade ao fundo

Essa é uma aposta da Netflix no cinema mexicano, que teve sua estreia em 2019 e contou com a direção e roteiro de Fernando Frias.

A narrativa tem como personagem principal Ulisses, um jovem de 17 anos que encontra fascinação na cumbia, ritmo mexicano.

Envolvido em uma confusão, Ulisses precisa sair do país para salvar sua vida.

É um filme interessante do ponto de vista sócio cultural, pois traz recortes da América Latina, ao passo que mostra uma realidade crua.

8. Clímax (2018)

Uma combinação improvável é a de filmes de suspense/terror com filmes de dança. Mas em Clímax é isso que você vai encontrar.

Lançado em 2018, a produção do cineasta Gaspar Noé é sobre um grupo de dançarinos que se reúne para um importante ensaio.

Tudo vai bem até que, estranhamente, as pessoas começam a ter delírios e paranóias, ao tomarem uma bebida que contém LSD.

Os espectadores são convidados a mergulhar na atmosfera eletrizante e insana que toma conta do lugar.

9. Across Grace Alley (2013)

filme Across Grace Alley. Um garoto bem vestido e uma mulher com vestido esvoaçante dançam em salão elegante

O premiado drama Across Grace Alley foi lançado em 2013 e tem direção do norte americano Ralph Macchio.

É a história tocante de um garotinho que está passando por momentos turbulentos com a separação dos pais. Nesse contexto, o menino passa o tempo vendo pela janela a vida de sua vizinha, uma bailarina encantadora que irá impactar sua vida.

10. Homecoming (2019)

diva pop Beyoncé em cena do filme Homecoming posa com bailarinos em show vestindo roupa rosa

Os bastidores do show icônico de Beyoncé apresentado no Coachella Valley Music and Arts Festival de 2018 podem ser vistos no documentário Homecoming, lançado em 2019 pela Netflix.

A diva pop, que assina o roteiro e direção do filme, apresenta seu processo criativo em uma produção de mais de 2 horas que reúne outros nomes da música, como Solange e Jay Z.

11.Break: o poder da dança (2018)

O filme francês Break: o poder da dança, tem direção de Marc Fouchard e estreou em 2018.

Nele vemos a história de Lucie, que, depois de um acidente, sai em busca de se descobrir e vivenciar a dança de uma maneira mais verdadeira.

É nesse processo que conhece o ex-dançarino de street dance Vincent. Com ele Lucie vai se reinventar e retomar o prazer de dançar.

12. Feel the Beat (2020)

A produção norte-americana foi lançada em 2020 e tem a direção de Elissa Down.

Pode ser enquadrada na categoria de comédia musical, sendo bem aceita pelo público teen.

A história é sobre uma jovem que sofre uma grande frustração quando não consegue passar em um teste de dança na Brodway e acaba retornando para sua cidade no interior.

De volta ao lugar onde cresceu, começa a dar aulas de dança para crianças, que sonham em vencer uma competição. Assim, ela percebe o valor que existe na troca e na simplicidade.

13. Axé (2016)

Um documentário de 2016 sobre o ritmo brasileiro do Axé, que nasceu com os blocos de carnaval na Bahia.

A produção leva a direção de Chico Kertész e traz entrevistas com músicos e produtores, além de imagens de arquivo.

Uma oportunidade de conhecer mais sobre a cultura baiana e como se iniciou o ritmo do axé, que tomou conta do Brasil, principalmente nos anos 90.

14. Dançarina imperfeita (2020)

Se você procura por um filme bem humorado, uma boa pedida é Dançaria Imperfeita. O longa norte-americano foi lançado em 2020 pela Netflix e tem a direção é Laura Terruso.

Nele, acompanhamos a jovem Quinn Ackerman na busca pela admissão na faculdade que tanto deseja. Para isso, ela precisará participar de uma competição de dança. O detalhe é que ela não sabe dançar.

15. Batalhas (2018)

Filme Batalhas. Um casal se olha, ela é ruiva e está de cabelo preso, ele tem barba e está de camiseta branca

Dirigido pela norueguesa Katarina Launig, o filme teve estreia em 2018 e foi bem recebido pelo público.

A trama gira em torno de Amalie, uma dançarina que vem de uma família rica, mas que perde as regalias quando seu pai vai à falência.

A garota, que está se preparado para uma competição de dança, precisa agora treinar em um centro comunitário. Lá conhece um jovem dançarino de hip hop, que lhe mostra como a dança de rua pode ser libertadora e contribuir para sua expressão corporal.

16. Ela dança, eu danço (2006)

cena do filme Ela dança, eu danço. Um casal jovem com roupas coloridas dança em sala iluminada por grande janela.

Lançado 2006, Ela dança, eu danço (Step Up, no original), é um drama romântico que conta a história de Tyler Gage, um jovem mandado a uma escola de dança para fazer trabalho comunitário, após se envolver em uma confusão.

Ao conhecer Nora Clark, uma das dançarinas, Tyler tem a chance de começar um novo capítulo em sua vida por meio da dança.

17. Na balada do amor (2019)

Cartaz do filme Na balada do amor mostra um casal quase se beijando

A comédia-romântica que originalmente recebe o título de Faith Hope & Love, promete mostrar a dança como pano de fundo para uma história de superação e romance.

Dirigido por Robert Krantz e J.J. Englert, o filme de 2019 mostra o drama de uma mulher que acabou de se separar e tenta de tudo para manter sua escola de dança. Assim, participa de um concurso e tem como par o viúvo Jimmy Hope.

18. Footloose (2011)

A produção de 2011 tem pitadas de drama e humor, trazendo a dança como um importante elemento da narrativa.

Assinado pelo diretor Craig Brewer, o filme mostra a vida de Ren MacCormack, que, depois de ficar órfão, passa a morar no interior com seus tios.

O garoto tem paixão pela dança, mas na nova cidade não poderá vivenciá-la, pois a atividade foi proibida depois que um grave acidente de carro vitimou um grupo de jovens.

19. The way we dance (2013)

cena de filme The way we dance. Grupo de jovens orientais sorrindo

Essa é uma produção chinesa, vinda de Hong Kong e que tem a assinatura do diretor Adam Wong Sau Ping.

Na história vemos a união entre duas manifestações corporais bastante diferentes: a dança de rua e o tai chi.

A protagonista Fa é uma jovem dançarina que vê no tradicional tai chi um elemento inusitado e criativo para transformar sua dança.

20. No ritmo da dança (1998)

cena do filme No ritmo da dança exibe casal sorrindo e se olhando

Dance with me é o título original de No ritmo da dança, filme estadunidense lançado em 1998 e dirigido por Randa Haines.

A história é um romance que tem a dança como ponto de união entre o cubano Rafael Infante e Ruby Sinclair.

O jovem, que está em busca de encontrar seu pai, conhece uma linda dançarina. Juntos, os dois viverão uma história envolvente e cheia de ritmo.

21. Honey 2 - No ritmo dos sonhos (2011)

cena de filme Honoey 2. Duas mulheres negras e um homem branco dançam em galpão com escadas ao fundo

Essa é uma comédia musical estadunidense de 2011 com direção de Bille Woodruff.

É uma história de superação, na qual a ex-detenta e dançarina Maria Ramirez, sai da marginalidade e se une a um grupo de dança para participar de uma competição.

O detalhe é que seu adversário é justamente seu ex namorado.

22. Step Sisters (2018)

Cena de filme Step Sisters. Grupo de jovens mulheres dança em galpão

O filme é uma comédia musical produzida pela Netflix e que foi lançada em 2018. Dirigida por Charles Stone III, essa é uma história teen que se passa em uma escola.

Jamilah é uma aluna negra que comanda uma equipe de dança e recebe a missão de ensinar meninas brancas a dançar, a fim de ganharem uma competição.

23. Tribu Urbana Dance (2018)

Filme Tribu Urbana Dance. Um grupo de senhoras e um homem posam com roupa de ginástica em palco iluminado

A comédia espanhola de direção de Fernando Colomo foi produzida pela Netflix e teve sua estreia em 2018.

Virginia é uma senhora que se reaproxima de seu filho que acaba de sofrer amnésia. Juntos os dois redescobrirão o prazer de viver através da street dance.

Um filme divertido que conta com boa atuação de Carmen Machi no papel principal.

Você também pode se interessar:

Laura Aidar
Laura Aidar
Arte-educadora, artista visual e fotógrafa. Licenciada em Educação Artística pela Universidade Estadual Paulista (Unesp) e formada em Fotografia pela Escola Panamericana de Arte e Design.