21 melhores filmes de drama de todos os tempos


Laura Aidar
Laura Aidar
Arte-educadora e artista visual

Filmes dramáticos costumam ser boas pedidas para quem gosta de mergulhar em histórias emocionantes e se colocar no lugar das personagens.

Normalmente esse gênero do cinema traz narrativas profundas que envolvem dilemas existenciais, arrancando lágrimas do público.

1. Central do Brasil (1998)

Um dos filmes brasileiros mais emocionantes e de maior sucesso é Central do Brasil. Feito em colaboração com a França, a direção é de Walter Salles e o lançamento foi em 1998.

O elenco de peso conta com Fernanda Montenegro e Marília Pêra, além do jovem estreante Vinícius de Oliveira.

O longa-metragem teve uma recepção de público e crítica muito positiva, sendo considerado uma obra-prima do cinema nacional e recebendo indicação ao Oscar e prêmio no Globo de Ouro.

A história começa na estação de trem Central no Brasil, no Rio de Janeiro. Dora é uma mulher amargurada que ganha a vida escrevendo cartas para pessoas analfabetas.

Um dia, a vida coloca em seu caminho Josué, um garoto que acaba de perder a mãe. Assim, os dois iniciam uma jornada pelo interior do Brasil em busca do pai do garoto.

Um verdadeiro clássico que exibe a realidade do povo brasileiro de forma humana e comovente.

Onde assistir: Globoplay

Para uma análise do filme, leia: Filme Central do Brasil, de Walter Salles.

2. Eu: Daniel Blake (2016)

Eu: Daniel Blake é uma co-produção entre Reino Unido, França e Bélgica lançada em 2016 e dirigida pelo britânico Ken Loach.

O ator Dave Johns interpreta Daniel Blake, um senhor de 59 anos que após um problema sério de saúde é orientado pelo médico a se afastar do trabalho.

Entretanto, Daniel não consegue autorização no emprego para o afastamento e lhe é negado o benefício financeiro. Assim, o protagonista inicia uma verdadeira saga em busca de seus direitos.

O filme foi sucesso de bilheteria no Reino Unido e venceu o importante Festival de Cannes, levando o prêmio máximo, a Palma de Ouro.

Onde assistir: Netflix.

3. À espera de um milagre (1999)

Cena de filme Á espera de um milagre

Baseado no livro homônimo de Stephen King, À espera de um milagre é uma produção norte-americana de 1999 dirigida por Frank Darabont que reúne os gêneros drama, policial e fantasia.

Estrelado por Tom Hanks, conta a história de Paul Edgecomb, ex-funcionário de uma penitenciária que presenciou situações improváveis e fantásticas ao acompanhar prisioneiros que estavam prestes a ser executados com a pena de morte.

A trama é impactante pelo seu potencial de despertar a empatia no público e proporcionar uma experiência emocionalmente intensa.

O filme recebeu diversas indicações ao Oscar e outros prêmios de grande reconhecimento.

Onde assistir: Google Play Filmes

4. Tomates verdes fritos (1991)

Tomates Verdes Fritos fez sucesso na década de 90. A produção norte-americana foi dirigida por Jon Avnet e se destacou por seu caráter dramático e bem humorado.

A história é narrada por Ninny, uma senhora que vive em um lar de idosos e faz amizade com Evelyn, uma dona de casa em crise no casamento.

É uma narrativa que aborda vários assuntos delicados, como a perda de um ente querido e a violência contra a mulher. Mas o grande tema é mesmo a amizade entre mulheres, chamada hoje de sororidade.

Onde assistir: Google Play Filmes

5. História de um casamento (2019)

Lançado no final de 2019 na Netflix, História de um casamento tem direção do estado-unidense Noah Baumbach e traz Adam Driver e Scarlett Johansson nos papéis de Nicole e Charlie, um casal que está vivendo uma separação dolorosa.

Esse é um filme que nos mostra os dois lados de um divórcio que, a princípio, seria feito amigavelmente, sem a interferência de advogados. Entretanto, devido ao momento complicado e o emocional abalado, as coisas não saem exatamente como o previsto.

Diferente de outros filmes de romance e drama, aqui podemos acompanhar como o amor acaba entre duas pessoas que construíram uma história importante, tiveram um filho e precisam agora se reestruturar para conseguir continuar uma relação de amizade para criar o menino em harmonia.

Concorreu a prêmios importantes em diversas categorias, vencendo o Oscar e o Globo de Ouro de melhor atriz coadjuvante.

Onde assistir: Netflix.

6. Dançando no escuro (2000)

Cena de filme Dançando no Escuro

Um filme para se acabar de chorar, assim é o drama musical Dançando no Escuro, lançado em 2000. A grande estrela dessa produção é a islandesa Björk, que nos presenteia com um show de sensibilidade e interpretação.

A direção é assinada pelo famoso cineasta dinamarquês Lars von Trier e conta a história de Selma, uma imigrante tcheca que vive humildemente nos EUA com seu filho na década de 60.

A moça trabalha em uma fábrica e esconde um problema sério de visão que vai se agravando ao longo da vida. Para que seu filho não desenvolva a mesma doença, Selma guarda dinheiro com muito esforço para custear uma cirurgia no garoto.

A vida dura da protagonista é atravessada por alucinações a todo instante, em que as pessoas encenam coregrafias e cantam em vários momentos. As músicas são de autoria da Björk.

O longa-metragem foi tão bem recebido que acumula indicações e prêmios importantes como a Palma de Ouro, além de ficar marcado como um dos filmes mais tristes e emocionantes da história do cinema.

7. A língua das mariposas (1999)

Cena do filme A língua das mariposas que exibe um grupo de crianças com um professor idoso

La lengua de las mariposas é o nome original desse filme espanhol de José Luiz Cuerda, lançado em 1999.

Se passa no interior da Espanha nos momentos que antecipam a Guerra Civil Espanhola, na década de 30.

Nele acompanhamos a vida de Mocho, um garoto que tem como professor um senhor amável e sensível que ensina aos alunos valores importantes como o respeito ao próximo. Don Gregório, o professor, é defensor da democracia, assim como os pais de Mocho.

Tudo vai bem na pequena cidade, até que o fascismo toma conta das ruas e o menino vê sua vida se transformar.

Um filme comovente que apresenta questões políticas e sociais por uma ótica sensível e infantil.

8. Volver (2006)

O cineasta que assina o longa-metragem Volver é o espanhol Pedro Almodóvar, conhecido por seus filmes dramáticos e intensos.

A produção estreou em 2006 e nos mostra vida de Raimunda (Penélope Cruz), uma mulher que trabalha em vários empregos para manter a filha adolescente, enquanto o marido tem problemas de alcoolismo e assedia a garota. A trama também explora outras personagens femininas da família de Raimunda, envolvendo os espectadores em uma narrativa cheia de segredos.

Essa é mais uma obra genial de Almodóvar, que aborda assuntos como o perdão e a confiança entre mulheres. Tudo isso em meio a uma atmosfera vibrante e colorida, como já é marca do cineasta.

Com uma recepção calorosa por parte da crítica e público, o filme teve participação intensa em vários festivais e prêmios.

Onde assistir: Google Play Filmes

9. Um sonho de liberdade (1994)

cena de filme Um sonho de liberdade

Um sonho de liberdade (The Shawshank Redemption, no original) estreou nos cinemas em 1994 e foi dirigido por Frank Darabont. Essa é mais uma produção que usa como base um livro do aclamado escritor Stephen King.

No longa-metragem, assistimos à trajetória de Andy Dufresne, um jovem banqueiro que é condenado injustamente à prisão perpétua acusado de assassinar sua esposa e seu amante.

O drama se passa na Penitenciária Estadual de Shawshank, onde Andy se torna amigo de Ellis Boyd "Red" Redding (Morgan Freeman), um contrabandista que também cumpre prisão perpétua.

Mesmo o filme não conseguindo ser um sucesso de bilheteria na época de seu lançamento, a recepção do público e da crítica foi positiva e ele concorreu a sete categorias do Oscar e também ao Globo de Ouro.

É reconhecido como um dos filmes mais relevantes de sua geração, ganhando destaque entre o público como um dos melhores dramas já vistos.

Onde assistir: Google Play Filmes

Para uma análise completa do filme, leia: Filme Um Sonho de Liberdade: resumo e interpretações

10. 12 anos de escravidão (2013)

Lançado em 2013, 12 anos de escravidão é uma co-produção entre EUA, Reino Unido e Luxemburgo e contou com a direção de Steve McQueen.

Baseado no autobiografia de mesmo nome de Solomon Northup, o filme é um drama que conta a história real de um negro liberto nos EUA em meados do século XIX, mas que é sequestrado e escravizado por 12 anos.

O filme causou bastante impacto no público e teve ótima recepção da crítica. Indicado a nove categorias no Oscar do ano seguinte, venceu três, inclusive de melhor filme.

Onde assistir: Google Play Filmes

11. O pianista (2003)

Filme do célebre cineasta polonês Roman Polanski, O pianista é de 2003 e uma parceria entre França, Alemanha, Reino Unido e Polônia.

A trama se passa no final da década de 30 na Polônia, quando o pianista judeu Władysław Szpilman se depara com a invasão de seu país e o início da Segunda Guerra Mundial.

O filme é baseado no livro autobiográfico de Władysław como base e conta sua história impressionante de como enfrentou diversas humilhações e torturas e conseguiu fugir da guerra, se escondendo em prédios arruinados na cidade.

O filme concorreu ao Oscar em sete categorias, saindo vitorioso em três. Participou também de outros festivais importantes do cinema e é considerado uma obra-prima do gênero dramático.

Onde assistir: Prime vídeo

12. Os incompreendidos (1959)

cena do filme Os incompreendidos

Esse filme francês de 1959 é um drama cult assinado pelo famoso cineasta François Truffaut.

Originalmente intitulado como Les quatre cents coups, o longa-metragem de 99 minutos narra avida de Antoine Doinel, um adolescente de 14 anos que apresenta problemas escolares, se rebelando contra a rigidez da instituição e indo também contra o autoritarismo dos pais.

O filme foi indicado ao Oscar e vencedor do Festival de Cannes. Se tornou um dos clássicos do cinema francês e representa brilhantemente a nouvelle vague, estilo cinematográfico desenvolvido nos anos 60.

Onde assistir: Telecineplay

13. Taxi Driver (1976)

Dirigido por Martin Scorcese, a produção norte-americana é de 1976 e tem como ator principal Robert De Niro, em uma de suas melhores interpretações.

Travis Bickle é um jovem de 26 anos que esteve na Guerra do Vietnã e ao voltar para Nova York se vê solitário e perturbado.

Como sofre de insônia, decide trabalhar como motorista de taxi no período da noite. Travis perambula pela cidade e se rebela contra as injustiças que presencia nas noites da metrópole, tomando atitudes controversas.

O longa-metragem foi recebido com louvor pelos críticos, sendo indicado ao Oscar e ganhando a Palma de Ouro no Festival de Cannes.

Onde assistir: Google Play Filmes

14. Paris, Texas (1984)

O longa-metragem Paris, Texas é uma co-produção entre França e Alemanha. Lançado em 1984, é assinado por Wim Wenders, se destacando na carreira do reconhecido cineasta alemão.

A narrativa acompanha a Travis, um homem que perde a memória e permanece em um hospital psiquiátrico por quatro anos, até que seu irmão o encontra.

Travis é acolhido pelo irmão em sua casa, reencontrando o filho, que foi abandonado pela mãe. Assim, os dois se reaproximam e partem pelo deserto do Texas à procura de Jane, a mãe do garoto.

O filme está entre os maiores sucessos dos anos 80, recebendo a Palma de Ouro em Cannes, além de outros prêmios importantes.

15. Bagdad Cafe (1988)

Cena do filme Bagdad Café exibe duas mulheres em paisagem desértica

Bagdad Cafe (Out of Rosenheim, no original) é um drama com toque de comédia do cineasta alemão Percy Adlon. Sua estreia foi em 1988, sendo bem recebido pelo público e crítica e se tornando um filme cult devido ao seu caráter artístico e sensível.

Jasmin Münchgstettner é uma alemã que acaba de brigar com o marido quando os dois viajavam rumo a Las Vegas. Ela então decide saltar do carro e abandonar o marido, que vai embora sem olhar para trás.

É aí que começa sua aventura. Sozinha, a mulher caminha pela estrada empoeirada e chega a Bagdad Cafe, nome de um pequeno estabelecimento mal cuidado à beira da estrada. Lá conhece Brenda e outras pessoas com vidas complicadas. A presença de Jasmim no lugar aos poucos transforma a vida de todos e também a sua própria.

Um destaque no filme é a trilha sonora, principalmente a música Calling You, de Jevetta Steele.

Onde assistir: Prime video

16. Um estranho no ninho (1975)

Cena de filme Um estranho no ninho exibe Jack Nicholson

Drama de 1975, Um estranho no ninho é um filme do cineasta tcheco Milos Forman. O título original é One Flew Over the Cuckoo's Nest e foi baseado no livro homônimo de 1962 de Ken Kesey.

A trama exibe a história de Randall McMurphy (Jack Nicholson), um homem que após ser preso finge ter problemas psicológicos para cumprir pena em uma instituição psiquiátrica, ao invés de fazer trabalhos forçados na cadeia. Entretanto, sua trajetória na instituição segue um caminho nada fácil.

A produção teve ótima recepção e foi indicada a nove categorias no Oscar de 1976, saindo vitoriosa em cinco. Também foi muito premiada no Globo de Ouro.

Onde assistir: Google Play Filmes

17. A vida invisível (2019)

Um drama brasileiro de 2019 que tem conquistado o público é A vida invisível, de Karim Aïnouz.

Adaptado do livro A vida invisível de Eurídice Gusmão, da pernambucana Martha Batalha, o filme se passa na década de 50 e exibe a história de duas irmãs que, por conta de um sistema machista e opressor, acabam se distanciando.

É uma narrativa emocionante que aborda temas delicados como a violência psicológica, violência sexual no casamento, maternidade, além da amizade entre mulheres e o amor entre irmãs.

O filme teve boa repercussão e chegou a concorrer a uma vaga no Oscar em 2020.

Onde assistir: Telecine Play e Google Play Filmes

18. Machuca (2004)

cena de filme Machuca exibe crianças em um protesto

O longa-metragem Machuca leva a assinatura do chileno Andrés Wood e foi lançado em 2004.

Exibe a amizade entre dois garotos de classes sociais distintas em Santiago do Chile, na década de 70. Pedro Machuca é um garoto pobre que consegue uma vaga em um colégio de elite e lá conhece Gonzalo. Os dois desenvolvem uma relação próxima, mesmo com o abismo social que os separa.

Esse é um filme que trata do passado terrível da ditadura militar chilena e transição do governo de Allende para Pinochet, recontando sua história de forma comovente pelo olhar infantil.

Recebeu vários prêmios e concorreu a uma vaga ao Oscar por melhor filme estrangeiro.

19. Mar adentro (2004)

Um filme sensível e emocionante sobre a vida e o direito de escolha, assim é Mar Adentro, do chileno-espanhol Alejandro Amenábar.

Lançado em 2004, apresenta uma história baseada em fatos reais ao narrar a luta de Ramón Sampedro pelo direito à eutanásia.

Ramón é um ex-marinheiro que, por uma infelicidade, fica tetraplégico ao mergulhar e bater a cabeça. Assim, passa toda a vida tentando encontrar uma maneira de morrer de forma digna.

A produção foi um sucesso e recebeu o Oscar de melhor filme em língua não-inglesa e o Globo de Ouro de melhor filme estrangeiro.

20. Cinema Paradiso (1988)

Cena de filme Cinema Paradiso exibe menino olhando negativos de cinema

Nuovo Cinema Paradiso é o título original dessa co-produção franco-italiana de 1988.

Assinado por Giuseppe Tornatore, o filme pode ser visto como uma linda homenagem à arte do cinema e foi muito bem recebido pelo público e pela crítica, vencendo o Oscar, Globo de Ouro e Festival de Cannes.

A narrativa atravessa as lembranças de Salvatore Di Vita, um cineasta de sucesso que recebe a notícia de que Alfredo morreu.

Alfredo era o projetista do cinema de sua pequena cidade e foi uma figura importante em sua infância. Os dois se tornaram amigos e o garoto desenvolve seu amor pelo cinema inspirado na figura do projetista.

21. As horas (2002)

Cena de As horas exibe Nicole Kidman

As horas tem direção de Stephen Daldry e é uma produção feita pelo Reino Unido e EUA. Baseado no livro de mesmo nome de Michael Cunningham, o filme de 2002 conta a história de três mulheres que vivem em décadas diferentes e têm suas vidas atravessadas pelo romance Mrs. Dalloway, de Virginia Woolf.

Uma obra que se dedica a investigar a psiquê de mulheres totalmente diferente, mas que carregam muitos aspectos em comum.

O filme venceu diversos prêmios, entre eles o Oscar de melhor atriz para Nicole Kidman, que interpreta Virgínia Woolf.

Onde assistir: Telecine Play

Você também pode se interessar:

Laura Aidar
Laura Aidar
Arte-educadora, artista visual e fotógrafa. Licenciada em Educação Artística pela Universidade Estadual Paulista (Unesp) em 2007 e formada em Fotografia pela Escola Panamericana de Arte e Design, localizada em São Paulo, em 2010.