15 melhores filmes cult para ver na Netflix (em 2022)


Revisão por Laura Aidar
Escrito por Carolina Marcello

Filmes cult, ou filmes de culto, são obras inesquecíveis do cinema que ganharam uma enorme popularidade e fãs fervorosos. Alguns continuam sendo adorados pelo público e elogiados pela crítica, mesmo décadas depois do seu lançamento.

Certas definições do termo se aplicam apenas a obras do cinema independente ou underground. Neste conteúdo vamos abraçar uma concepção mais geral: selecionamos algumas dicas de filmes que estão disponíveis no catálogo da Netflix e têm conquistado legiões de espectadores.

1. Taxi Driver (1976)

Robert de Niro em Taxi Driver

Taxi Driver é um daqueles filmes intensos em que acompanhamos a transformação radical de um personagem.

Assinado por Martin Scorcese, esse clássico traz Robert De Niro no papel de Travis, um ex-combatente da Guerra do Vietnã que sofre com a insônia e consegue emprego como taxista.

Ao andar pelas ruas de Nova Iorque com frequência, ele se depara com a miséria e a prostituição. Assim, resolve ajudar uma garota de programa a fugir do cafetão. A partir de então, Travis assume um lado justiceiro, que o levará até as últimas consequências.

2. Mulheres à Beira de um Ataque de Nervos (1988)

mulheres-a-beira-de-um-ataque-de-nervos-almodovar

Esse é um dos grandes filmes do renomado cineasta espanhol Pedro Almodóvar. Lançado em 1988, mostra a vida confusa de quatro mulheres que passam por situações complicadas.

Se passa em Madri e é uma adaptação da peça teatral A voz humana, de Jean Cocteou, escrita em 1930.

Misturando drama e comédia, como é próprio de Almodóvar, o filme exibe ainda uma fotografia, cenários e figurinos que contribuem para dar o tom irreverente e, ao mesmo tempo, surreal.

3. O Outro Lado do Vento (2018)

Cartaz do filme O outro lado do vento

O Outro Lado do Vento é um filme de Orson Welles com estreia em 2018. Lançado após 40 anos do início das gravações, esse drama-experimental foi finalizado muitos anos depois da morte de Welles, falecido em 1984.

A história conta sobre J.J. Jake Hannaford, um cineasta em crise que não consegue terminar seu filme, pois o protagonista abandonou o projeto no meio. Assim, ele mostra aos amigos durante uma comemoração de aniversário o que já produziu até o momento.

Um filme interessante e metalinguístico que aborda, entre outros temas, as dificuldades e bastidores de Hollywood.

4. Volver (2006)

cena do filme Volver

Outro filme de Almodóvar que está na Netflix é Volver. Lançado em 2006, esse é um drama bem-humorado que mostra a vida de Raimunda (Penélope Cruz), sua irmã, sua filha e sua mãe.

Raimunda é uma mulher trabalhadora que se vê em uma situação difícil após encontrar o marido morto em sua cozinha. Enquanto isso, a irmã Sole viaja para o interior para o enterro da tia e descobre um grande segredo.

Esse é um dos filmes mais aclamados do cineasta, que está em sua melhor fase e recebeu inúmeros prêmios pela produção.

5. A Vida de Brian (1979)

A Vida de Brian (1979)

Não podemos falar de comédias cult sem mencionar Monty Python, o grupo inglês que fez história e incomodou muita gente com as suas sátiras inteligentes. Um exemplo notório é Vida de Brian, um longa-metragem de tema bíblico que chegou a ser proibido em várias partes do mundo.

O protagonista, Brian, é um homem que nasceu ao mesmo tempo que Jesus e acaba sendo confundindo com ele. O filme era extremamente polêmico e ousado para a época e os seus criadores foram acusados de blasfêmia.

O projeto chegou a ficar sem financiamento, mas foi resgatado por George Harrison, antigo membro dos Beatles, e conseguiu quebrar barreiras, tendo conquistando um grande sucesso junto dos espectadores.

6. Meu Amigo Totoro (1988)

Meu Amigo Totoro (1988)

Um filme animado japonês de Hayao Miyazaki, considerado um mestre do gênero, Meu Amigo Totoro é simplesmente imperdível. A história de fantasia, passada no Japão do pós-guerra, segue os passos de duas irmãs, Mei e Satsuki.

As garotas (de 4 e 11 anos) se mudam com o pai para uma vila rural, onde conhecem os espíritos da floresta que vivem por lá. Entre eles se destaca a figura de Totoro, uma criatura semelhante a um coelho cinzento que se desloca em um ônibus-gato chamado Nekobasu.

Esse universo estranho e mágico conquistou um espaço definitivo no coração de fãs do mundo inteiro, que se tornaram verdadeiros seguidores do Studio Ghibli, que produziu o longa.

7. A viagem de Chihiro (2001)

Cena de A viagem de Chihiro

Esse também é um filme de grande sucesso de Hayao Miyazaki e do Studio Ghibli.

Lançada em 2001, a animação conta a história de uma garota de 10 anos que, em viagem com os pais, acaba adentrando um mundo fantástico e perigoso, onde os seres humanos não são bem vindos.

Esse foi o primeiro anime de longa-metragem premiado com o Urso de Ouro no Festival de Berlim. Ganhou também o Oscar, BAFTA e outros prêmios importantes.

Uma obra primorosa que vale a pena ser vista por todos.

8. Akira (1988)

Homem vestido de vermelho, andando de moto.

O filme japonês de animação e ficção científica, com direção de Katsuhiro Ôtomo, se tornou uma grande referência, surpreendendo com a sua qualidade e influenciando obras durante as décadas seguintes.

Passada num futuro distópico com uma atmosfera cyberpunk, a narrativa mostra a cidade de Tóquio devastada pela violência. Tetsuo e Kaneda são amigos de infância e pertencem à mesma gangue de motoqueiros, enfrentando vários perigos e rivais pelas ruas do local.

9. Bugsy (1991)

filme bugsy

Baseado na história real de Benjamin "Bugsy" Siegel, tem direção de Barry Levinson e foi lançado em 1991.

A trama mostra a trajetória do mafioso judeu e como formou o grande império que é Las Vegas, após construir um enorme e luxuoso hotel no meio do deserto para homenagear a atriz de Hollywood Virginia Hill.

Um filme bastante reconhecido, venceu categorias no Oscar e Globo de Ouro.

10. Estômago (2007)

Cena de Estômago filme

Estômago é um filme brasileiro de 2007 muito conhecido entre o público alternativo. Com direção de Macos Jorge, traz João Miguel e Fabiula Nascimento nos papéis principais.

Raimundo Nonato é um migrante nordestino em busca de melhorar de vida na metrópole. Ele começa trabalhando como ajudante em uma lanchonete e lá descobre o talento para a culinária.

Assim se torna cozinheiro e começa a ter estabilidade financeira. Em meio a isso, se apaixona pela prostituta Iria, o que trará lamentáveis consequências.

Uma história sobre fome, paixão e vingança.

11. O Fantasma do Futuro (1995)

Ghost In The Shell (1995)

Mais conhecido pelo título original Ghost in the Shell, o filme japonês de animação dirigido por Mamoru Oshii continua sendo cultuado atualmente.

O enredo de ação e ficção científica foi inspirado no mangá homônimo de Masamune Shirow e é passado no ano de 2029. Neste futuro cyberpunk, os corpos dos indivíduos são alterados através da tecnologia, se tornando numa espécie de androides.

Existe também um hacker capaz de invadir as mentes humanas e manipulá-las. Major Motoko, a chefe do Esquadrão Shell, precisa capturá-lo. O clássico do anime se tornou uma enorme influência no mundo do cinema, inspirando grandes obras como Matrix.

12. Monty Python e o Cálice Sagrado (1975)

Grupo de cavaleiros olhando algo com uma expressão de medo.

Outra comédia britânica produzida pelo grupo Monty Python que está disponível na plataforma, o filme dirigido por Terry Gilliam e Terry Jones é uma sátira à lenda do Rei Artur.

Ainda venerado pelos fãs do gênero, o longa-metragem continua sendo considerado um dos mais divertidos de todos os tempos. O enredo segue Artur e seus cavaleiros desajeitados na busca por um objeto mágico, o Santo Graal, reescrevendo a narrativa e rendendo boas gargalhadas.

13. Ela Quer Tudo (1986)

Mulher rodeada por três pretendentes.

O primeiro longa-metragem dirigido pelo norte-americano Spike Lee é uma comédia romântica que projetou o seu nome para o estrelato mundial. Filmado em preto e branco, com um orçamento limitado, Ela Quer Tudo foi um sucesso entre os críticos.

Nola Darling, a carismática protagonista, é uma mulher de mente aberta e progressista que está se esforçando para alcançar o êxito profissional. Pelo caminho, ela encontra três pretendentes que agem de formas bastante distintas: Jamie, Greer e Mars. Apaixonados por ela, os homens exigem que Nola tome uma decisão, algo que não faz parte dos seus planos.

14. Jogo Perigoso (2017)

Jogo Perigoso (2017)

O filme de terror psicológico, dirigido por Mike Flanagan, foi baseado na obra homônima de Stephen King, um dos autores mais relevantes da literatura norte-americana contemporânea.

A narrativa segue Jessie e Gerald, um casal que viaja para uma cabana isolada com o propósito deresgatar o relacionamento que enfrenta sérios problemas conjugais. Para reacender a paixão, Gerald decide algemar a esposa à cama, mas sofre um ataque cardíaco fulminante.

Impossibilitada de se mexer, a mulher assiste à morte do marido e é obrigada a se confrontar com seus medos e lembranças traumáticas, ao mesmo tempo que vê uma estranha figura, que apelida de Homem do Luar. O filme conquistou a atenção dos fãs do autor e também dos apaixonados pelo gênero cinematográfico.

15. Roma (2018)

Roma (2018)

O longa-metragem de drama dirigido por Alfonso Cuarón é um retrato emocionante do México na década de 70, tendo sido parcialmente inspirado nas lembranças do diretor acerca da sua infância no bairro de Roma.

Filmado em preto e branco, exatamente para captar as ideias de passado e memória, o enredo tem lugar na casa de uma família abastada e segue o destino de Cleo, uma empregada que trabalha no local.

Roma impressiona pela beleza das suas imagens, mas também pelo seu valor histórico e por colocar à vista os contrastes sociais gritantes que continuam existindo no México e pelo mundo inteiro.

Conheça também

Laura Aidar
Revisão por Laura Aidar
Arte-educadora, artista visual e fotógrafa. Licenciada em Educação Artística pela Universidade Estadual Paulista (Unesp) e formada em Fotografia pela Escola Panamericana de Arte e Design.
Carolina Marcello
Escrito por Carolina Marcello
Mestre em Estudos Literários, Culturais e Interartes e licenciada em Estudos Portugueses e Lusófonos pela Faculdade de Letras da Universidade do Porto.