Filme Orgulho e preconceito: resumo e comentários


Laura Aidar
Laura Aidar
Arte-educadora e artista visual

Orgulho e Preconceito (Pride and Prejudice) é um filme de 2005, dirigido pelo cineasta britânico Joe Wright e que pode ser visto na Netflix.

O longa-metragem é umas das diversas adaptações do famoso romance literário de mesmo nome da escritora inglesa Jane Austen, publicado em 1813.

A trama se passa na Inglaterra no final do século XVIII e apresenta a família Bennet, formada por um casal e suas cinco filhas.

A mãe das moças é uma senhora bastante ansiosa para que as filhas façam bons casamentos. Entretanto, Elizabeth, umas das mais velhas, só aceitará se casar por amor.

Ela conhece Sr. Darcy, um rapaz rico e bonito, mas aparentemente esnobe, com quem desenvolve uma contraditória relação.

O casamento como objetivo das mulheres

A história criada por Jane Austen foi escrita há mais de 200 anos e retrata a burguesia inglesa de maneira crítica e irônica, trazendo pitadas de humor.

O filme conseguiu transportar para a tela a atmosfera inquieta e ansiosa que rondava parte das mulheres naquele contexto. Algumas demonstravam verdadeiro desespero para se casar com homens que pudessem lhes dar estabilidade.

Isso porque na época, a única aspiração e realização de uma mulher era, teoricamente, o casamento e a maternidade.

mulheres em Orgulho e Preconceito
Elizabeth Bennet junto de suas irmãs e sua mãe

Assim, é nesse cenário que a matriarca da família Bennet usa todas as suas energias para que as filhas se casem. Até porque, o casal não teve filhos homens e, caso o patriarca morresse, os bens iriam para o homem mais próximo na linhagem familiar.

Assim, o filme já se inicia com um grande alvoroço por conta da chegada de jovens solteiros na cidade.

Elizabeth conhece Sr. Darcy

Sr.Bingley é um rico rapaz que acabou de chegar no lugar e resolve promover um baile em sua mansão, chamando todas as moças.

Obviamente as irmãs Bennet comparecem à festa e o anfitrião se encanta por Jane, a irmã mais velha.

É nessa ocasião também que Elizabeth conhece Sr. Darcy, amigo pessoal de Bingley.

Lizzie, como é chamada Elizabeth, não tem uma boa impressão do sujeito, pois sua timidez e desinteresse passam a ideia de arrogância. Entretanto, já se pode notar uma certa atração entre eles.

Mr. Darcy em Orgulho e Preconceito
No filme de 2005 quem interpreta Sr. Darcy é o ator Matthew Macfadyen

Essa passagem do filme já evidencia muito requinte e danças elaboradas, deixando à mostra a superficialidade da burguesia.

Merece destaque um dos primeiros diálogos entre Elizabeth e Sr. Darcy:

— O senhor dança, Sr. Darcy?
— Não, se puder evitar.

Com essa resposta curta e direta, Lizzie já cria uma antipatia pelo rapaz.

Elizabeth recebe uma proposta de casamento

A família Bennet recebe a visita de Sr. Collins, um primo ligado à Igreja que está à procura de uma noiva.

À princípio ele se interessa por Jane, mas como a moça já estava envolvida com Sr. Bingley, o primo escolhe Elizabeth.

Entretanto, devido ao seu temperamento moralista, entediante, previsível e forçado, Lizzie não aceita o pedido.

Sr. Collins pede Lizzie em casamento em Orgulho e Preconceito
Sr. Collins é vivido por Tom Hollander

Nessa cena fica ainda mais evidente a personalidade decidida e sincera da personagem, revelando uma mulher incomum para os padrões da época.

A recusa ao pedido deixa a mãe de Elizabeth furiosa.

Os encontros e desencontros entre Elizabeth e Sr. Darcy

No decorrer da trama, Lizzie e Sr. Darcy acabam se encontrando várias vezes, a maioria delas ao acaso. Há sempre um clima tenso entre eles.

Um dos fatores que contribui para que Elizabeth desconfie do rapaz é que ela ouviu certa vez que ele havia sido insensível e egoísta com um amigo de infância, o militar Wickham.

Mais tarde, chega aos seus ouvidos que o Darcy também foi o responsável pela separação de sua irmã com Sr. Bingley.

Com essas informações, Elizabeth vive uma mistura de sentimentos pelo rapaz, apesar da forte atração há recusa e orgulho.

Mesmo com a relação conturbada, Sr. Darcy, que está apaixonado, toma coragem e se declara para Lizzie. A cena acontece em meio à chuva, o que dá um tom ainda mais dramático.

Elizabeth Bennet em Orgulho e Preconceito
Keira Knightley foi a atriz escolhida para interpretar Elizabeth Bennet

Sr. Darcy realmente nutre sentimentos de amor por Elizabeth. Entretanto, a forma como os declara é carregada de preconceito, pois deixa evidente que se sente superior, devido à sua condição financeira.

Lizzie então o recusa e diz que jamais se casaria com alguém que atrapalhou sua irmã Jane de se casar com o homem que amava.

Passado um tempo, Sr. Darcy vai até Elizabeth e a entrega uma carta em que abre seu coração e conta sua versão dos fatos.

Elizabeth decide viajar com os tios e acaba indo até a mansão de Sr. Darcy, pois estava aberta à visitação do público. A moça acreditava que ele estaria viajando.

Orgulho e preconceito esculturas gregas
Elizabeth Bennet ao visitar a mansão de Sr. Darcy fica maravilhada com a sala de esculturas

Entretanto, ela é surpreendida pela presença do rapaz e foge envergonhada, mas ele vai à sua procura. Eles retomam, portanto, o contato. Com os ânimos mais calmos, depois da carta, Lizzie consegue se permitir enxergar o jovem com outros olhos.

A protagonista recebe uma mensagem dizendo que a irmã mais nova, Lydia, havia fugido com o militar Wickham, o que arruinaria sua família.

Lydia é encontrada por Sr. Darcy, que paga uma alta quantia a Wickham para que ele se case com a garota.

Lizzie fica sabendo do ocorrido e se sente grata à Darcy.

Elizabeth finalmente se entrega ao amor

Certo dia a família Bennet recebe a visita inesperada de Sr. Bingley e Sr. Darcy.

As irmãs e a mãe se arrumam rapidamente para recebê-los e Sr. Bingley pede para falar com Jane a sós. O moço se declara e pede a mão da jovem em casamento, que prontamente aceita.

O tempo passa e chega a vez de Sr. Darcy se declarar novamente à Lizzie. Dessa vez a cena ocorre em um vasto campo ao livre, com neblina ao fundo.

Elizabeth Bennet e Mr. Darcy em Orgulho e Preconceito

Elizabeth então finalmente se entrega aos seus sentimentos e os dois se casam.

Final Alternativo de Orgulho e Preconceito

No filme, a cena que foi escolhida oficialmente para finalizar a história exibe Elizabeth pedindo autorização do pai para se casar com Sr. Darcy.

Entretanto, há uma cena alternativa que não foi para corte original que exibe o tão esperado beijo entre o casal. Nela, os dois já estão casados e tem um diálogo muito sensível e romântico.

Últimas considerações

As histórias de Jane Austen costumam ter finais felizes, mas nem por isso deixam de provocar questionamentos e reflexões sobre os valores da sociedade da época.

No caso de Orgulho e Preconceito, a mensagem que fica é a da importância da honestidade com os próprios sentimentos e o amor-próprio.

Mas, além disso, a necessidade em reconhecer quando se faz um mau julgamento do outro e a coragem de mudar de ideia e de se entregar ao amor.

Ficha técnica

Título Orgulho e Preconceito (Pride & Prejudice, no original)
Direção Joe Wright
Ano de lançamento 2005
Baseado em Livro Orgulho e Preconceito (1813), de Jane Austem,
Elenco
  • Keira Knightley - Elizabeth "Lizzy" Bennet
  • Matthew Macfadyen - Fitzwilliam Darcy
  • Rosamund Pike - Jane Bennet
  • Simon Woods - Sr. Charles Bingley
  • Donald Sutherland - Sr. Bennet
  • Brenda Blethyn - Sra. Bennet
  • Tom Hollander - Sr. William Collins
País EUA, Reino Unido e França
Premiação Indicado a 4 categorias no Oscar, 2 no Globo de Ouro

Outras adaptações e obras inspiradas em Orgulho e Preconceito

  • Pride and Prejudice - minissérie da BBC de 1995
  • Noiva e Preconceito - filme de 2004
  • As Sombras de Longbourn, livro de Jo Baker de 2014
  • O Diário de Bridget Jones - filme de 2001
  • Orgulho e Preconceito e Zumbis, filme de 2016
  • Orgulho e paixão - novela brasileira de 2018

Você também pode se interessar:

Laura Aidar
Laura Aidar
Arte-educadora, artista visual e fotógrafa. Licenciada em Educação Artística pela Universidade Estadual Paulista (Unesp) e formada em Fotografia pela Escola Panamericana de Arte e Design.