Música The scientist, de Coldplay


Lançada em 2002, a música The scientist pertence ao álbum Rush Of Blood To The Head, da banda britânica Coldplay. A música foi um sucesso de público e fez parte da trilha sonora do filme Wicker Park (2003).

Letra da música original (em inglês)

A canção, embalada por um piano, fala sobre o arrependimento e sobre o perdão. O título da música - The scientist - pode ser interpretado a partir da atitude escolhida pelo sujeito arrependido, que investiga o passado e tenta voltar atrás, para o tempo em que o casal ainda estava junto.

O eu-lírico da música escreve para a amada pedindo uma nova chance no relacionamento, a letra é um apelo para que eles voltem e tentem novamente dar certo como casal.

Come up to meet you, tell you I'm sorry
You don't know how lovely you are
I had to find you, tell you I need you
Tell you I set you apart

Tell me your secrets and ask me your questions
Oh, let's go back to the start
Running in circles, coming up tails
Heads on a science apart

Nobody said it was easy
It's such a shame for us to part
Nobody said it was easy
No one ever said it would be this hard
Oh, take me back to the start

I was just guessing at numbers and figures
Pulling the puzzles apart
Questions of science, science and progress
Do not speak as loud as my heart

Tell me you love me, come back and haunt me
Oh, and I rush to the start
Running in circles, chasing our tails
Coming back as we are

Nobody said it was easy
Oh, it's such a shame for us to part
Nobody said it was easy
No one ever said it would be so hard
I'm going back to the start

Tradução para o português

Vim para te encontrar, dizer que sinto muito
Você não sabe quão adorável você é
Tinha que te encontrar, dizer que preciso de você
Dizer que te escolhi

Conte-me seus segredos e faça-me suas perguntas
Oh, vamos voltar para o começo
Correndo em círculos, lançando cara ou coroa
Caras numa ciência distante

Ninguém disse que seria fácil
É uma pena nos separarmos
Ninguém disse que seria fácil
Mas também não disseram que seria tão difícil
Oh, me leve de volta ao começo

Eu só estava analisando números e figuras
Desfazendo os enigmas
Questões da ciência, ciência e progresso
Não falam tão alto quanto meu coração

Diga-me que me ama, volte e me assombre
Oh, e eu corro para o começo
Correndo em círculos, como se perseguindo nossas caudas
Voltando a ser como éramos

Ninguém disse que seria fácil
É uma pena nos separarmos
Ninguém disse que seria fácil
Mas também não disseram que seria tão difícil
Eu estou voltando para o começo

Sobre a história da música

Em entrevista concedida no dia 14 de julho de 2005 por Chris Martin, vocalista da banda, a revista Rolling Stone, ficamos conhecendo a história por trás da criação da canção. O compositor afirma:

No segundo álbum eu estava pensando que havia algo faltando. Eu estava em um quarto realmente escuro em Liverpool e havia um piano antigo e desafinado. Eu realmente queria tentar tocar a música de George Harrison "Isn't It A Pity", mas eu não conseguia. Então essa música saiu imediatamente. Eu disse: "Você pode ligar o gravador?" A primeira vez que eu cantei foi a que ficou, é a versão que está divulgada.

A música foi tocada no Video Music Awards do ano de 2003, quem a introduziu foi Justin Timberlake, amigo próximo do vocalista Chris Martin.

No mesmo ano a canção foi trilha sonora do filme Wicker Park (em português Paixão à flor da pele). Ela fazia parte da cena em que o protagonista (interpretado por Josh Hartnett) ia para o aeroporto e encontrava o seu verdadeiro amor, que não via há anos. 

Paixão à Flor da Pele
Capa do DVD Paixão à Flor da Pele.

Clipe da música

O diretor do clipe foi o diretor inglês Jamie Thraves, que filmou as cenas internas em North London e as externas fora de Londres, no cenário que já havia abrigado as gravações do filme O gladiador.

O clipe foi criado a partir de uma narrativa inversa e foi lançado no dia 14 de agosto de 2002. A atriz escolhida para protagonizar o clipe foi a irlandesa Elaine Cassidy.

Além de ter sido um sucesso de público, o clipe foi um sucesso de crítica: ganhou três MTV Video Music Awards em 2003 nas categorias Melhor Vídeo Grupal, Melhor Direção e Vídeo Inovador. No ano a seguir, concorreu ao Grammy Awards na categoria Melhor Vídeo em Curta Metragem. 

A respeito da produção do clipe Thraves afirma: 

Eu tive essa ideia de que queria fazer uma história que é trágica, mas começa feliz e termina feliz, e o vídeo é sobre retroceder a esse final feliz.

Sobre o CD Rush Of Blood To The Head

Rush Of Blood To The Head
Capa do CD

Lançado em agosto de 2002, o álbum Rush Of Blood To The Head é o segundo CD gravado em estúdio pela banda britânica Coldplay. O CD venceu o Grammy de 2003 como Melhor Álbum de Música Alternativa. The Scientist é a quarta faixa do álbum que reúne ao todo onze canções. As músicas são as seguintes:

1. Politik
2. In my place
3. God put a smile upon your face
4. The scientist
5. Clocks
6. Daylight
7. Green eyes
8. Warning sign
9. A whisper
10. A rush of blood to the head
11. Amsterdam

Sobre a banda Coldplay

A banda inglesa de rock alternativo Coldplay foi criada em 1998 composta por quatro membros: o vocalista principal Chris Martin, o guitarrista Jonny Buckland, o baixista Guy Berryman e o baterista, vocal e multi-instrumentista Will Champion. Os integrantes se conheceram na época da faculdade, na University College London.

O primeiro contrato foi feito com a gravadora Parlophone e o álbum de estreia foi Parachutes, lançado em 2000. O CD já trazia enormes sucessos de público e crítica como Yellow, Trouble e Shiver. 

O álbum Rush Of Blood To The Head, que abriga a música The scientist, foi o segundo CD do grupo. Clocks, presente nesse segundo CD, venceu o Grammy de Gravação do Ano, em 2004.

O quarto álbum foi Viva La Vida, lançado em 2008. O CD recebeu três Grammy (Melhor Performance Pop, Melhor Canção do Ano e Melhor Disco de Rock do Ano).

Em 2011, Coldplay lançou o quinto álbum de estúdio, intitulado Mylo Xyloto. No ano a seguir foi a vez de lançar Live. Em 2014, por sua vez, saiu o álbum Ghost Stories.

Coldplay

Conheça também