Música Hallelujah de Leonard Cohen


Hallelujah é uma música composta por Leonard Cohen, lançada no álbum Various Positions em 1984. A canção foi posteriormente gravada por Jeff Buckley em 1994, que ficou conhecida como uma das versões mais bonitas da música de Cohen.

Muitos artistas gravaram a canção, sendo tocada em diversos filmes e comerciais. A primeira versão tem quatro versos e a de Jeff Buckley possui cinco versos. Juntas, as duas versões são compostas por sete versos diferentes.

A versão original de Leonard Cohen

ow, I've heard there was a secret chord
That David played, and it pleased the Lord
But you don't really care for music, do you?
It goes like this, the fourth, the fifth
The minor fall, the major lift
The baffled king composing hallelujah

Hallelujah
Hallelujah
Hallelujah
Hallelujah

Your faith was strong but you needed proof
You saw her bathing on the roof
Her beauty and the moonlight overthrew ya
She tied you to a kitchen chair
She broke your throne, and she cut your hair
And from your lips she drew the hallelujah

Hallelujah
Hallelujah
Hallelujah
Hallelujah

You say I took the name in vain
I don't even know the name
But if I did, well really, what's it to you?
There's a blaze of light in every word
It doesn't matter which you heard
The holy or the broken hallelujah

Hallelujah
Hallelujah
Hallelujah
Hallelujah

I did my best, it wasn't much
I couldn't feel, so I tried to touch
I've told the truth, I didn't come to fool you
And even though it all went wrong
I'll stand before the lord of song
With nothing on my tongue but hallelujah

Hallelujah (18x)
 

Tradução

Então, eu soube que existe uma melodia secreta
Que David tocou, e isso agradou o senhor
Mas você não se importa muito com música, se importa?
E ela soa assim, a quarta, a quinta
A menor cai e a maior sobe
O rei atônito compondo Hallelujah

Hallelujah 
Hallelujah
Hallelujah
Hallelujah


Sua fé era grande mas você precisava de prova
Você a viu banhando-se no terraço
Sua beleza e a luz da lua conquistando você
Ela te amarrou em uma cadeira de cozinha
Ela quebrou seu trono, e cortou seu cabelo
E dos seus lábios ela esboçou a hallelujah

Hallelujah 
Hallelujah
Hallelujah
Hallelujah

Você disse que eu usei o nome em vão
Mas eu nem mesmo sei o nome
Mas se eu disse, bem, o que isso significa para você?
Existe um raio de luz em cada palavra
E não importa qual dela você ouviu
A Hallelujah sagrada ou a partida

Hallelujah
Hallelujah
Hallelujah
Hallelujah

Eu fiz meu melhor, mas não foi o suficiente
Eu não pude sentir, então tentei tocar
Eu havia dito a verdade, eu não vim aqui para te enganar
E mesmo que tudo tenha dado errado
Eu vou me prostrar diante da música do Senhor
Sem nada na minha língua além de Hallelujah

Hallelujah (18x)

Análise e interpretação

Análise da música Hallelujah

O primeiro verso faz referência aos salmos de David e também à própria música, sendo considerado metalinguístico. Hallelujah é uma forma de começar ou terminar os salmos, que são creditados a David. A quarta e a quinta, a menor e a maior, são as notas da escala musical que formam a melodia da própria música e do coro do Hallelujah. 

As referências bíblicas prosseguem no segundo verso. O banho no terraço é ainda sobre David que, ao ver uma mulher se banhando, se apaixona por sua beleza e comete adultério com ela, o que desagrada o Senhor. 

A passagem seguinte é uma referência ao caso de Sansão e Dalila. Sansão era um juiz de Israel dotado de uma força sobre-humana que foi dada a ele pelo Espírito Santo para combater os filisteus. Ele se casa com Dalila, que é filisteia. Ela corta o cabelo de Sansão, que era a origem da sua força, e entrega o marido aos seus inimigos.   

Nas duas referências temos em comum homens importantes da Bíblia que caem em desgraça por conta de seus desejos. O Salmo 51 é um no qual David mostra o seu arrependimento pelo pecado do adultério, pede perdão a Deus e é conhecido como "O capítulo do arrependimento".

Uma interpretação possível é que toda a passagem se refira a David. A sua maior força era seu caráter e a sua inteligência. Quando David comete a traição, ele perde parte da sua força e do seu reino de justiça, porém, é do pecado que surge um dos cânticos mais bonitos do Antigo Testamento em louvor à Deus.

No terceiro verso, a referência é ao terceiro mandamento: não usarás meu nome em vão. Na tradição judaica, não é permitido nem falar o nome de Deus, sendo esse substituído por outros termos. Porém, segundo alguns estudiosos, o nome de Deus era impronunciável, não sendo possível vocalizá-lo.

Nesses versos o questionamento do uso do nome de Deus vai de encontro com o louvor do Hallelujah. O autor questiona qual o significado do nome de Deus. Afirma que toda palavra possui um raio de luz, o que pode justificar o uso de qualquer palavra, mesmo que ela seja proibida.

O louvor à Deus (Hallelujah) pode ter também o sentido de lamento de dor, como é o caso do salmo 51. Porém, no fundo todo louvor é válido.

O último verso é uma confissão na qual o autor revela as suas falhas. A falta de sensibilidade que não o deixa sentir e a necessidade de tocar. Ele diz que seu objetivo não era enganar ninguém.  

No final, indiferente aos resultados, o cantor demonstra sua fé pois, independentemente do que aconteça, ele se prostra diante da música de Deus.  

Interpretação

Halellujah é uma música sobre fé e espiritualidade, com muitos questionamentos acerca da religiosidade. A canção possui um narrador em primeira pessoa que se dirige a um destinatário e um coro que entoa Hallelujah. Esse narrador questiona alguma vezes o destinatário, que parece ser o detentor dos dogmas religiosos, mas que não possui muita fé.

Então, eu soube que existe uma melodia secreta
Que David tocou, e isso agradou o senhor
Mas você não se importa muito com música, se importa?

A música divina não tem importância para o destinatário, porém ele acusa o cantor de usar o nome de Deus em vão.

Você disse que eu usei o nome em vão
Mas eu nem mesmo sei o nome
Mas se eu disse, bem, o que isso significa para você?

O autor nos fala dos pecados e das tentações em que o destinatário cai, usando passagens bíblicas como referências. O destinatário se vê em desgraça por conta de seu desejo e, ao contrário de David que se arrepende do seu pecado e cria um belo salmo, ele se mantém em silêncio. Quem canta Hallelujah é a mulher.

Em um dos trechos mais bonitos da canção, o autor nos diz sobre o nome de Deus, que ele é acusado de usar em vão. Porém, ele se justifica, alegando nem saber qual é o verdadeiro nome de Deus. E continua com uma bela imagem, em que cada palavra possui um raio de luz, e não importa se ela é desesperada ou sagrada pois toda palavra é um pouco iluminada.

No último verso o autor assume os seus erros e se arrepende deles. Sua própria falta de fé é colocada em jogo quando assume não ter sido capaz de sentir. Porém no final ele se prostra diante da música de Deus.

Leonard Cohen cresceu em uma família judia e, logo no começo de sua vida, demonstrou interesse na teologia e no Velho Testamento. Podemos observar esse interesse ao longo desta canção e todas as suas referências ao Antigo Testamento. Mais velho Cohen se torna budista, tendo até vivido em um templo. O coro de Hallelujah que se repete dezoito vezes no final da música nos faz lembrar um mantra budista. 

Versos adicionais

A música possui outras versões nas quais podemos encontrar mais esses três versos.

But baby I've been here before
I've seen this room and I've walked this floor
You know, I used to live alone before I knew ya
And I've seen your flag on the marble arch
And love is not a victory march
It's a cold and it's a broken Hallelujah

Hallelujah
Hallelujah
Hallelujah
Hallelujah

Well there was a time when you let me know
What's really going on below
But now you never show that to me do ya
But remember when I moved in you
And the holy dove was moving too
And every breath we drew was Hallelujah

Hallelujah
Hallelujah
Hallelujah
Hallelujah

Maybe there's a God above
But all I've ever learned from love
Was how to shoot somebody who outdrew ya
And it's not a cry that you hear at night
It's not somebody who's seen the light
It's a cold and it's a broken Hallelujah

Hallelujah
Hallelujah
Hallelujah
Hallelujah

Tradução

Mas amor, eu já estive aqui antes
Já vi esse quarto e já andei neste chão
Você sabe, eu costumava morar sozinho antes de você
E eu vejo a sua bandeira no arco de mármore
E o amor não é uma marcha da vitória
É uma Hallelujah fria e partida

Hallelujah
Hallelujah
Hallelujah
Hallelujah

Então existiu um tempo em que você me deixava saber
O que realmente está acontecendo por dentro
Mas agora você nunca me mostra isso, não é?
Mas lembre-se quando eu me mudei para você
E o pomba sagrada estava se mudando também
E toda a respiração que esboçava-mos era uma Hallelujah

Hallelujah
Hallelujah
Hallelujah
Hallelujah

Talvez exista um Deus acima
Mas tudo o que eu aprendi sobre o amor
Foi em como atirar em alguém que destruiu você
E não é um choro que você escuta a noite
não é alguém que vê a luz
É uma Hallelujah fria e partida

Interpretação

Os versos adicionais parecem se distanciar um pouco dos originais. Ainda mantém a temática da espiritualidade, porém assumem um tom de confissão e de relacionamento amoroso. O destinatário aparece como "baby", um adjetivo carinhoso. 

Nesta versão, mais que a espiritualidade, o que está em jogo é um relacionamento amoroso. O autor começa nos contando de como ele conhecia aquele lugar antes mesmo de conhecer o destinatário. 

Em seguida aparece uma imagem forte de uma bandeira num arco de mármore. O arco de mármore mais famoso do mundo é o Arco do Triunfo, onde se encontra o tumulo do "soldado desconhecido".

O verso continua falando sobre o amor, a imagem é um pouco sombria, e assim também é o Hallelujah, sombrio e quebrado. 

O segundo verso é uma memória de quando o relacionamento funcionava e o casal vivia em harmonia. O canto faz uma referência à pomba sagrada que pode ser vista como o Espírito Santo. Nessa época de entendimento, cada respiração do casal entoava um Hallelujah.

O último verso é um questionamento da fé. A presença de Deus é questionada e o amor é apresentado como uma forma de violência e não de paz. O último Hallelujah é entoado de uma forma bem triste, por alguém que na realidade não conhece a luz. 

Significado de Hallelujah

Hallelujah é uma palavra hebraica cuja primeira parte significa louvai (Hallelu) e a segunda é uma abreviação do nome de deus (Yah). No cristianismo é usada a forma latina da palavra (aleluia) em diversos momentos de louvor a Deus. No judaísmo Hallelujah é usada para começar ou para terminar os salmos.

Os salmos e David

David é conhecido como o maior rei de Israel. Entre seus muitos dons estão a música e a poesia. A vida de David é muito importante para os três grandes religiosos monoteístas. No Velho Testamento ele aparece como um tocador de arpa da corte do rei. Depois adquire notoriedade por ter matado o gigante filisteu Golias e, por isso, casa com a filha do rei. 

David se torna Rei de Judá, enquanto Isboset é rei de Israel. Com a morte de Isboset, Davi foi proclamado rei das doze tribos de Israel. Assim ele uniu Israel em um único reino e mudou a capital para Jerusalém.

Os Salmos, ou Tehilim, é um livro, o maior do Antigo Testamento, composto por 150 cânticos e poemas proféticos. A maioria dos salmos tem sua autoria atribuída a David, e grande parte conta a história da sua vida.