Stephen King: 12 melhores livros para descobrir o autor


Carolina Marcello
Escrito por Carolina Marcello
Mestre em Estudos Literários, Culturais e Interartes
Publicado em

Stephen King (1947 -) é um célebre escritor norte-americano que se destacou internacionalmente com seus romances e contos de terror, fantasia, mistério e ficção científica.

Mesmo quem nunca leu as suas obras, provavelmente já assistiu algum clássico do cinema ou seriado de sucesso que teve inspiração nas narrativas do autor. Confira, abaixo, alguns dos maiores êxitos da sua carreira:

1. Carrie, a Estranha (1974)

Carrie, a Estranha (1974)

O primeiro livro publicado por Stephen King é um romance de terror formado por cartas e notícias de jornal que contam a história de Carrie White, uma adolescente fora do comum. A aluna do ensino médio é solitária e rejeitada pelos seus colegas.

Em casa, vive controlada pela mãe extremamente religiosa. Tudo se altera quando ela descobre que tem super-poderes e encontra oportunidade de se vingar daqueles que a feriram.

O livro teve a aprovação do público, sendo posteriormente adaptado para o cinema por Brian De Palma (1976) e por Kimberly Peirce (2013).

2. A Torre Negra (2004)

A Torre Negra (2004)

A Torre Negra é uma série literária que combina vários estilos como fantasia, faroeste e ficção científica, e tem sido apontada como uma das obras-primas do autor. Composta por oito livros, a saga começou a ser publicada em 1982 e apenas terminou em 2012.

O enredo segue o destino de um pistoleiro solitário que faz uma travessia pelo deserto, rumo a uma torre poderosa. No sétimo volume, que tem o mesmo título, são visíveis as influências de terror que atravessam a narrativa.

Aqui, o filho do protagonista, um jovem chamado Jake Chambers, conta com a ajuda do Padre Callahan para derrotar um grupo de vampiros que estão espalhando o caos.

3. O Iluminado (1977)

O Iluminado (1977)

O terceiro livro de King é um romance de terror que projetou o seu trabalho para a fama internacional. A trama conta a história de Jack, um escritor em crise que está lutando contra o vício do álcool. Quando ele aceita trabalhar num hotel isolado nas montanhas e se muda para lá com a família, parece ter encontrado uma oportunidade de recomeçar.

No entanto, com a passagem do tempo, o local começa a afetar a mente do protagonista, que vai assumindo comportamentos cada vez mais perigosos e erráticos, colocando a vida de todos em risco.

Em 1980, a história foi eternizada no mundo do cinema pelas mãos de Stanley Kubrick, se tornando um de seus filmes mais icônicos de todos os tempos.

Confira também a nossa análise do filme O Iluminado.

4. It: a Coisa (1986)

It: a Coisa (1986)

Outra obra de terror que entrou para o nosso imaginário coletivo, A Coisa explora algo comum para muitas pessoas: o medo de palhaços. A narrativa é protagonizada por um grupo de crianças que começam a ser perseguidas por uma criatura que as assombra e pretende devorá-las.

Pennywise, um ser alienígena que assume a forma de um palhaço terrível, procura atraí-las para os esgotos da cidade e, longe dos adultos, se alimentar dos seus corpos e do medo que elas sentem. O vilão marcou a cultura popular e se tornou um dos mais famosos e apavorantes do seu tempo.

Entre as várias adaptações da obra, se destacam o telefilme de Tommy Lee Wallace (1990) e os longa-metragens de Andy Muschietti (2017 e 2019) que divulgaram a história junto das gerações mais jovens.

5. Misery: Louca Obsessão (1987)

Misery: Louca Obsessão (1987)

A obra de terror psicológico conta a história de Paul Sheldon, um escritor de romances vitorianos que sofre um acidente de carro numa estrada remota. Antes de embarcar nessa viagem, ele publicou a obra que encerrava a sua saga literária mais famosa, Misery.

Após o desastre, o homem é resgatado entre a vida e morte por Annie Wilkes, uma antiga enfermeira que se revela uma fã fervorosa dos seus trabalhos. Ela o leva para casa, onde continua cuidando dele e coloca diversas questões sobre a sua escrita.

Gradualmente, a situação acaba se tornando uma espécie de sequestro e a mulher desenvolve uma obsessão pelo autor que se encontra numa posição vulnerável. O romance foi adaptado para o cinema em 1990, por Rob Reiner.

6. Zona Morta (1979)

Zona Morta (1979)

A obra de ficção científica conta a história de Johnny Smith, um homem que passa cinco anos em coma. Quando ele desperta, descobre que tem poderes sobrenaturais, como a clarividência e a capacidade de prever o futuro, alojados numa parte da sua mente que chama "zona morta".

Daí em diante, ele tem que usar os seus novos dons para combater o mal que aparece no seu caminho, sob a forma de um assassino em série e de Greg Stillson, um político em ascensão.

Além de bater recordes de vendas no ano do seu lançamento, o livro também foi adaptado para o cinema em 1983, por David Cronenberg, com o título Na Hora da Zona Morta.

7. A Dança da Morte (1978)

A Dança da Morte (1978)

O enredo de fantasia e terror pós-apocalítico é passado na década de 80, quando uma doença começa a devastar a humanidade. Uma arma biológica criada pelo governo é libertada acidentalmente. Na sequência, só uma pequena percentagem da população consegue sobreviver.

A partir daí, esses indivíduos se dividem em grupos que passam a lutar entre si. Todos têm os mesmos sonhos recorrentes. Em um deles, são chamados por uma mulher idosa, Mãe Abagail, para se juntar à sua fazenda. No outro, é uma figura sombria intitulada Randall Flagg que os convoca.

Em 1994, a obra foi adaptada para a televisão, com uma minissérie norte-americana produzida pela emissora ABC.

8. À Espera de um Milagre (1999)

À Espera de um Milagre (1999)

Também conhecido como O Corredor da Morte, o romance foi publicado originalmente em seis volumes. A obra é narrada em primeira pessoa por Paul Edgecombe, um homem idoso que está registrando as suas memórias durante os dias que passa num asilo.

Assim, a maior parte da trama acontece no passado, durante a Grande Depressão, quando ele trabalhava como guarda prisional e convivia de perto com condenados à morte.

Foi nessa época que criou uma amizade com John Coffey, um prisioneiro que parecia ter dons sobrenaturais. A história dramática foi adaptada para o cinema, em 1999, por Frank Darabont.

9. Jogo Perigoso (1992)

Jogo Perigoso (1992)

A obra de suspense psicológico acompanha Jessie e Gerald, um casal que viaja para um local isolado, para relaxar e passar dias românticos.

Numa cabana perto do lago, o par procura reacender a paixão do casamento. Contudo, quando ele se sente mal e sucumbe, a esposa acaba ficando presa na cama.

Em pânico, a mulher tem que lidar com memórias e traumas antigos, mas tudo piora quando uma figura sinistra invade o local e começa a observá-la.

10. Belas Adormecidas (2017)

Belas Adormecidas (2017)

Escrita em parceria com o seu filho, Owen King, a obra de fantasia e terror é a mais recente que integra a nossa seleção. Na trama, o mundo é invadido por uma epidemia que coloca as mulheres num sono profundo.

A estranha doença, chamada "Aurora", leva as pacientes a um estado de fúria sempre alguém tenta despertá-las. Além da fantasia, o livro também carrega mensagens sociais, já que esse evento inusitado conduz a importantes reflexões acerca do papel das mulheres na realidade contemporânea.

11. O Cemitério (1983)

O Cemitério (1983)

Considerado um dos livros mais arrepiantes de Stephen King, o romance de terror segue os passos de Louis Creed e sua família, que se mudam para uma região rural em busca de uma rotina mais calma.

O conforto e a paz inicial se transformam quando eles começam a viver vários contratempos inesperados. É aí que descobrem que, nas imediações, existe um cemitério improvisado, onde as crianças do local enterram os animais domésticos mortos.

Em 2019, a história chegou aos cinemas, com o filme Cemitério Maldito, dirigido por Kevin Kölsch e Dennis Widmyer,

12. A Hora do Vampiro (1975)

A Hora do Vampiro (1975)

A Hora do Vampiro, também conhecido como Salem, foi o segundo livro da carreira de King, que afirmou ser um dos seus favoritos. Na trama, o protagonista é Ben Mears, um escritor que decide regressar à sua cidade-natal, após muitos anos longe.

Já em Jerusalem’s Lot, ele começa a reparar em diversos acontecimentos suspeitos. Em pouco tempo, o autor descobre que alguns cidadãos se tornaram vampiros. Com a ajuda de Susan e Mark, que conhece nessa época, ele procura um jeito de parar e reverter a maldição.

A obra já foi adaptada nos formatos de série, minissérie (1979) e telefilme (2004), na televisão norte-americana.

Aproveite para ver também:

Carolina Marcello
Escrito por Carolina Marcello
Mestre em Estudos Literários, Culturais e Interartes e licenciada em Estudos Portugueses e Lusófonos pela Faculdade de Letras da Universidade do Porto.