38 filmes com temática LGBT para refletir sobre a diversidade


Laura Aidar
Laura Aidar
Arte-educadora e artista visual

Temáticas LGBT (ou LGBTQIA+, para ser mais exato) estão ganhando cada vez mais espaço no universo cinematográfico.

A abordagem de tais assuntos se faz importante à medida que a arte é essencial para a transformação da sociedade. Assim, mostrando corpos e orientações afetivas e sexuais diversas, o cinema contribui para a diminuição da homofobia/transfobia e para o aumento da representatividade.

Por isso, elaboramos um extensa lista de filmes que trazem assuntos relacionados ao mundo LGBT. Confira!

1. Tomboy (2012)

filme Tomboy

Tomboy é um drama francês de 2012 dirigido por Céline Sciamma que trata da transsexualidade na infância.

Laurie é uma garota de 10 anos que começa a se perceber como um menino. Ela busca inserir-se na turma de crianças do bairro se fazendo passar por Mickael e apaixona-se por sua amiga Lisa.

O filme trata do assunto com delicadeza e inocência, mas mostrando também toda a carga psicológica forte que o tema carrega.

2. Priscilla, a rainha do deserto (1994)

filme Priscilla, rainha do deserto

Essa é uma comédia musical de 1994 produzida na Austrália e dirigida por Stephen Elliott.

Considerado um clássico LGBT, o filme traz Terence Stamp, Hugo Weaving e Guy Pearce interpretando duas drag queens e uma transsexual. Elas viajam a bordo de um ônibus em direção à Alice Springs, um local turístico no deserto australiano.

O road movie retrata de forma irônica, e até mesmo subversiva, complexas camadas do mundo LGBT e de artistas performáticos, unindo excentricidade e diversão com conteúdos dramáticos.

3. Tudo sobre minha mãe (1998)

filme Tudo sobre minha mãe

Tudo sobre minha mãe é um longa-metragem do aclamado diretor espanhol Pedro Almodóvar.

Lançado em 1998, a trama gira em torno de Manuela, uma mãe solo que acaba de sofrer um trauma quando seu filho adolescente é atropelado. Arrasada, ela parte à procura do pai do garoto, que havia se transformado em travesti, para avisar sobre o acidente.

Almodóvar consegue nesse filme transportar o público a um universo carregado de drama, surpresas e autenticidade ao tratar de vários temas que rondam a vida da população LGBT e das mulheres.

4. Azul é a cor mais quente (2013)

filme Azul é a cor mais quente

Essa é uma produção francesa de 2013 dirigida por Abdellatif Kechiche. No drama, a personagem Adèle, de 15 anos, vive as turbulências comuns da adolescência, quando conhece uma garota que desperta nela a primeira paixão por outra mulher.

A narrativa exibe os desejos e frustrações da jovem, que segue em busca de se posicionar na vida adulta e se descobrir como mulher.

5. Hoje eu quero voltar sozinho (2014)

O filme é uma longa-metragem brasileiro que teve lançamento em 2014.

Dirigido por Daniel Ribeiro, a história acompanha a vida de Leonardo, um adolescente cego que está em busca de autonomia.

Gabriel, o novo garoto que entra no colégio, se torna seu amigo e, a partir daí, o protagonista percebe mais coisas sobre sua sexualidade e seus afetos.

6. Me chame pelo seu nome (2017)

Essa é uma co-produção entre EUA, França, Itália e Brasil lançada em 2017.

A história se passa nos anos 80 em uma casa de veraneio na Itália, quando o adolescente Elio desfruta da bela paisagem na companhia de seus pais, que são muito cultos e intelectualizados.

Até que seu pai recebe um jovem que chega para auxiliá-lo em sua pesquisa acadêmica. Elio então se encanta com essa nova presença e grandes oportunidades de amadurecimento e descoberta surgem.

Para saber mais sobre esse filme, leia: Me chame pelo seu nome: análise detalhada

7. Moonlight, sob a luz do luar (2016)

filme Moonlight

O filme, dirigido por Barry Jenkins, é uma produção norte-americana de 2016. Foi um sucesso de crítica e recebeu indicação para oito oscars.

A trama acompanha a trajetória de Chiron, um rapaz negro e homossexual vivendo na periferia de Miami. São mostradas três etapas de sua vida, permeada por violência e criminalidade, até a aceitação de sua sexualidade.

8. Tangerine (2016)

filme Tangerine

Tangerine é um filme norte-americano dirigido por Sean Baker e lançado em 2016.

A produção, que mistura comédia e drama, exibe a história da transsexual Sin-Dee, uma prostituta que, ao sair da penitenciária, fica sabendo que seu namorado está envolvido com uma mulher cis-gênero. Ela decide então, vingar-se dos dois.

Uma curiosidade é a de que o filme foi feito usando somente câmeras de celular e tornou-se um sucesso na cena de cinema independente.

9. Transamerica (2005)

filme transamerica

A direção desse filme norte-americano é assinada por Dunkan Tucker.

O lançamento ocorreu em 2005 e a história apresenta a personagem Bree Osbourne, uma mulher transsexual que, às vésperas de realizar sua tão sonhada cirurgia de mudança de sexo, descobre que tem um filho, fruto de uma aventura quando era homem.

Ela então, encontra-se com o rapaz e o convence a acompanhá-la de volta a sua cidade.

10. O segredo de Brokeback Mountain (2006)

filme o segredo de brokeback mountain

O segredo de Brokeback Mountain é uma produção norte- americana de 2006 dirigida por Ang Lee.

A história se passa nos anos 60, quando dois jovens se conhecem em Brokeback Mountain, contratados para cuidar de animais em uma fazenda. Eles se tornam amigos e acabam iniciando um romance.

11. Carol (2016)

filme carol

Essa co-produção entre EUA e Inglaterra foi lançada em 2016.

Com direção de Tood Haynes, o filme conta a história do envolvimento amoroso entre duas mulheres, Therese e Carol. As duas se conhecem em uma loja de departamento por acaso.

Ambientado nos anos 50, a trama aborda os desafios de ser lésbica em uma sociedade conservadora, como é o caso, por conta da época em que se passa.

12. Com amor, Simon (2018)

O filme é uma produção dos EUA dirigida por Greg Berlanti e lançada em 2018.

A história, que mescla elementos de drama, comédia e romance, narra a vida de um adolescente gay que tem dificuldade em se assumir. Até que um dia começa a trocar cartas com outro garoto da escola em que estuda, se apaixonando por ele.

13. Madame Satã (2002)

filme Madame Satã

O filme brasileiro Madame Satã foi dirigido por Karim Aïnouz e lançado em 2002. O drama biográfico conta a história real de João Francisco dos Santos, interpretado por Lázaro Ramos.

Apelidado de Madame Satã, João foi um transformista que viveu no Rio Janeiro no começo dos anos 30. É considerado uma figura polêmica e representante da vida marginal carioca da primeira metade do século XX.

14. Filadélfia (1993)

Filme Filadélfia

Esse filme, que já pode ser considerado um clássico, foi produzido em 1993 nos EUA pelo diretor Jonathan Demme.

O drama traz o ator Tom Hanks vivendo o personagem Andrew Beckett, um advogado que é demitido após os chefes saberem que ele é portador do vírus HIV.

Assim, Andrew contrata Joe Miller (Denzel Whashington) para lhe auxiliar em seus direitos trabalhistas. Joe, negro e homofóbico, terá que repensar sua postura com esse novo cliente.

15. Milk, a voz da igualdade (2009)

Filme Milk, a voz da igualdade

Nesse filme biográfico de 2009, dirigido por Gus Van Sant, acompanhamos a trajetória de Harvey Milk.

Milk foi o primeiro homem assumidamente gay a exercer um cargo político nos EUA. O fato aconteceu nos anos 70 em São Francisco, na Califórnia, e o ativista se tornou um importante símbolo na luta pelos direitos LGBT.

16. Café da manhã em Plutão (2005)

café da manhã em plutão filme

O filme é uma co-produção entre Reino Unido e Irlanda. Lançado em 2005, quem assina a direção é Neil Jordan.

A história se passa em uma cidadezinha irlandesa onde vive a travesti Patrick "Pussy" Braden. Ela é filha do padre do lugar e foi abandonada na infância, sendo criada por uma mulher que não a aceita. Assim, ela decide sair em busca de suas origens com a ajuda de seus amigos.

17. Pariah (2011)

filme Pariah

Pariah foi dirigido por Dee Ress e lançado em 2011.

O drama norte-americano conta a vida de Alike, uma adolescente negra em crise de identidade e auto-estima que não sabe se assume sua homossexualidade ou se encaixa-se nos planos que sua família traçou para ela.

18. Flores raras (2013)

filme flores raras

Flores raras é um filme de 2013 dirigido por Bruno Barreto e se passa no Rio de Janeiro nos anos 50 e 60.

O longa narra o romance da arquiteta brasileira Lota de Macedo Soares, interpretada por Glória Pires, e a poetisa americana Elisabeth Bishop, protagonizada por Miranda Otto. Vale lembrar que essa é uma história baseada em acontecimentos reais.

19. Estamos todos aqui (2018)

filme estamos todos aqui

Estamos todos aqui é um curta-metragem brasileiro dos diretores Chico Santos e Rafael Mellim.

Lançado em 2018, foi filmado na periferia do Guarujá e conta a história de Rosa, uma garota transsexual que foi expulsa de casa e resolve erguer seu barraco com as próprias mãos.

A produção alia depoimentos reais e ficção, e consegue abordar diversos assuntos relevantes, além da questão LGBT.

20. Morango e chocolate (1994)

filme morango e chocolate

Essa é uma co-produção entre EUA, México, Cuba e Espanha feita em 1994 e dirigida por Juan Carlos Tabio e Tomas Gutierrez Alea.

No filme, é contada a história de David, um rapaz cubano que fica arrasado quando sua namorada o abandona. Porém, quando conhece o jovem homossexual Diego sua vida sofre uma transformação. Um filme sobre amizade e tolerância.

21. Bixa travesty (2019)

filme bixa travesty

O documentário brasileiro Bixa Travesty é de 2019 e tem direção de Kiko Goifman e Claudia Priscilla.

Nesse filme somos apresentados à cantora e performer Linn da Quebrada, transsexual negra que traz muitos questionamentos acerca da representação dos corpos, sexualidade, raça e classe social em sua arte.

22. Paris is burning (1991)

filme Paris is burning

Esse é um documentário norte-americano de 1991 que percorre o universo das drags queens da periferia novaiorquina.

Dirigido por Jennie Livingston, o filme traz entrevistas e cenas de bastidores dos shows e competições. Um ótimo registro sobre o mundo performático das drags dos anos 90.

23. Tatuagem (2013)

Tatuagem é um filme brasileiro de 2013 com direção de Hilton Lacerda.

O drama, passado na década de 70 em Pernambuco, nos mostra a companhia de teatro Chão de Estrelas e sua trupe. Nele é exibida a história de Paulete, Clécio e Fininha, personagens LGBT que vivem um triângulo amoroso.

24. Os iniciados (2018)

filme Os iniciados

Essa co-produção entre França, Holanda, África do Sul e Alemanha é de 2018 e dirigida por John Trengove.

O drama traz como pano de fundo os rituais de masculinidade de uma comunidade na África do Sul. Nesse contexto, o operário Xolani é responsável pelo jovem Kwanda, que traz muitos questionamentos acerca de sua sexualidade.

25. Mãe só há uma (2016)

Essa comédia dramática de Ana Muylaert foi lançada em 2006. O filme conta a história de Pierre, um jovem que se depara com uma descoberta surpreendente. Ele não é filho biológico da mulher que o criou.

O rapaz então vai à procura de sua família biológica, que o chama de Felipe, e assim inicia um caminho em busca de saber quem é, inclusive no que diz respeito a sua sexualidade.

26. Corpo elétrico (2017)

Corpo elétrico é um drama brasileiro de 2017 que tem direção de Marcelo Caetano.

O protagonista do filme é Elias, um jovem gay que trabalha em uma fábrica de tecidos e se vê imerso nesse ambiente, pois precisa cumprir muitas horas extras. Dessa forma, acaba aproximando-se de seus colegas em um momento em que estava repensando muitas coisas em sua vida.

27. Orgulho e esperança (2014)

filme Pride

Essa comédia dramática de 2014 foi produzida no Reino Unido e tem direção de Mathew Warchus.

A trama gire em torno da união de dois grupos bastante distintos, uma organização ativista de gays e lésbicas e a União Nacional dos Mineiros, que está em greve. Se passa em 1984 e é baseada em fatos reais.

28. Dzi croquettes (2010)

filme Dzi Croquettes

Esse é um documentário de 2010, com direção de Raphael Alvarez e Tatiana Issa.

O filme narra a trajetória do grupo de teatro e performance Dzi Croquettes, que trazia homens gays usando vestuário feminino e muita irreverência para criticar a ditadura militar que imperava na época.

29. Rafiki (2019)

filme Rafiki

Rafiki foi lançado em 2019 e é uma produção da África do Sul, Quênia e França.

Dirigido por Wanuri Kahiu, o drama exibe as personagens Kena e Ziki, amigas que aos poucos se tornam cada vez mais próximas e acabam vivendo um grande romance. Elas enfrentam muitas dificuldades e precisam optar entre viver esse amor ou seguir as normas de suas famílias e da cultura vigente.

30. Praia do futuro (2014)

filme Praia do Futuro

Esse drama dirigido por Karim Aïnouz foi lançado em 2014 e é uma co-produção entre Brasil e Alemanha.

A trama começa no Ceará exibindo a história de Donato, protagonizado por Wagner Moura, um salva vidas que tem sua trajetória transformada após tentar salvar um turista alemão do afogamento.

31. Beautiful boxer (2003)

filme Beautiful boxer

Esse filme tailandês de 2003 tem direção de Ekachai Uekrongtha e traça a trajetória de Parinya Charoenphol, mulher transsexual que antes da mudança de sexo era Nong Toom, um aclamado lutador de kickboxing.

Depois da cirurgia, ela passa então a exercer a profissão de atriz e modelo.

32. Má educação (2004)

filme Má educação

Essa produção espanhola do diretor Pedro Almodóvar foi lançada em 2004 e exibe uma profusão de histórias envolventes, como é comum nos filmes do diretor.

Aqui, os personagens Enriq Goded e Ignacio Rodrigues, antigos amantes, se reencontram com a finalidade de gravar um filme. O roteiro é baseado em histórias do passado dos dois e carregados de elementos de drama e suspense.

33. O funeral das rosas (1969)

filme funeral das rosas

Esse é um filme de 1969 que foi dirigido por Toshio Matsumoto e pertence à chamada nouvelle vague japonesa.

Nele, acompanhamos a vida de travestis em Tóquio na década de 60, seus conflitos e dificuldades em um contexto pouco amigável à causa LGBT. Há ainda uma versão da tragédia grega Édipo Rei, de Sófocles.

34. Margarita com canudinho (2015)

filme Margarita com canudinho

Essa é uma produção da Índia que foi lançada em 2015 e quem assina a direção é Shonali Bose e Nilesh Maniyar.

O filme narra a história de Laila, uma garota com paralisia cerebral que, assim como qualquer jovem, tem anseios e desejos. Assim, depois de sofrer uma desilusão, ela parte com sua mãe para Nova York para estudar. Lá, conhece uma moça com quem se envolve amorosamente.

35. Quatro luas (2016)

filme Quatro luas

Essa produção mexicana de 2016 é dirigida por Sergio Tolar Velarde.

O filme aborda quatro narrativas onde o ponto central é a homossexualidade masculina. São situações diversas que trazem personagens com idades distintas, mas em todas essas histórias existe o drama psicológico sobre a aceitação de si.

36. Meninos não choram (1999)

filme Meninos não choram

Meninos não choram é um filme norte-americano de Kimberly Pierce lançado em 1999.

O drama conta a vida de Brandon Teena, um homem transsexual que vive em Nebraska, uma cidade rural dos EUA. A história é verídica e mostra como a sociedade pode ser cruel com as pessoas LGBT.

37. A morte e a vida de Marsha P. Johnson (2017)

filme A vida e a morte de Marsha P. Johnson

Nesse documentário de 2017 dirigido por David France, acompanhamos a história de Marsha P. Johnson, uma personalidade do mundo gay novaiorquino.

Marsha era uma figura pública da TV e teve um importante trabalho ativista pela causa LGBT, fundando Transvestites Action Revolutionaries.

38. A garota dinamarquesa (2016)

A garota dinamarquesa é um filme dos EUA, Reino Unido e Alemanha que foi lançado em 2016. O responsável pela direção foi Tom Hooper.

A narrativa é baseada na história de Lili Elbe, uma das primeiras pessoas a realizar uma cirurgia de redesignação sexual, no final dos anos 20.

Não pare por aqui! Leia também:

Laura Aidar
Laura Aidar
Arte-educadora, artista visual e fotógrafa. Licenciada em Educação Artística pela Universidade Estadual Paulista (Unesp) em 2007 e formada em Fotografia pela Escola Panamericana de Arte e Design, localizada em São Paulo, em 2010.