Filme Garota Exemplar: análise


Carolina Marcello
Carolina Marcello
Mestre em Estudos Literários, Culturais e Interartes

Garota Exemplar, ou Gone Girl, é um filme norte-americano de suspense psicológico e drama policial que foi lançado em 2014. A adaptação do romance homônimo de Gillian Flynn, que também foi responsável pelo roteiro, foi dirigida por David Fincher.

Amy e Nick Dunne são um casal aparentemente feliz e apaixonado. Contudo, na data em que celebrariam o quinto aniversário de casamento, a esposa desaparece misteriosamente. Durante as buscas, o marido passa a ser encarado como um possível suspeito.

Atenção: a partir deste ponto você vai encontrar spoilers!

Desaparecimento e "caça ao tesouro"

No dia do seu aniversário de casamento, Nick regressa a casa e encontra tudo revirado, sem sinais da esposa, Amy. Ele começa a suspeitar de um sequestro e chama a polícia, que passa a investigar o caso. Em poucas horas são organizados grupos de voluntários para procurá-la e o marido precisa dar uma coletiva de imprensa.

O comportamento do protagonista, desde o começo, não corresponde às expectativas daqueles que o observam com atenção. Assim, ele vai ganhando a antipatia dos jornais, dos comentadores televisivos e do próprio público que acompanhava o caso.

Amy desaparecida

Acusado de sorrir demais e se aproximar das voluntárias, Nick desperta suspeitas que acabam se confirmando um pouco adiante. Quando se encontram em segredo, descobrimos que o professor universitário mantinha um relacionamento extraconjugal com uma jovem aluna há mais de um ano.

O distanciamento entre Nick e Amy vai se tornando cada vez mais evidente: ele não sabe nada sobre os gostos, as ocupações ou as companhias da esposa. Por isso, não consegue responder às perguntas que a detetive vai colocando durante o interrogatório. Para avançar com a investigação, eles precisam seguir as pistas deixadas pela mulher que sumiu.

Tradição de aniversário: caça ao tesouro

A "caça ao tesouro" era uma tradição de aniversário: Amy deixava cartas com rimas e enigmas para o marido desvendar, que o guiavam até ao seu presente. No entanto, a brincadeira foi perdendo a graça porque Nick não conseguia mais decifrar os versos.

Unindo as peças, a polícia encontra um diário onde ela narrava os conflitos da relação, confessando que se sentia isolada e temia o marido violento. É aí que surge uma vizinha, muito próxima da vítima, que confirma a história.

Um plano de vingança doentio

Os detetives voltam ao local e encontram vestígios de sangue que alguém tentou limpar. Enquanto isso, Nick desvenda a pista final e vai, sozinho, até o galpão que fica em casa da irmã. O local, cheio de produtos de luxo comprados em seu nome, contem uma carta que insinua que seu último presente é ser preso.

É nesse momento que o enredo nos surpreende pela primeira vez: escutamos o monólogo de Amy, contando como planejou tudo para incriminar o marido, enquanto foge de carro. De repente, os papéis se invertem e a protagonista passa de vítima a vilã da história.

Mesmo assim, Amy explica a sua versão dos factos, convicta de estar fazendo justiça pelas próprias mãos. Depois da mudança para a cidade-natal de Nick, ela se sentia cada vez mais distanciada dele, enquanto bancava a vida dos dois.

Amy fugindo de carro

Eu estou tão mais feliz agora que estou morta. Tecnicamente, desaparecida...

Quando descobriu a traição, ela começou a plantar provas falsas para a vingança: escreveu um diário cheio de mentiras, fez amizade com a vizinha e até limpou o próprio sangue do chão. E se a conduta dela já parece perigosa aí, Amy assusta o espectador cada vez mais.

Assombrada pela figura de "Incrível Amy", a protagonista da saga literária escrita pelos pais que sempre a superava em tudo, a mulher depositou naquele romance todas as esperanças para o futuro. Talvez por isso, a rejeição tenha despertado um transtorno pré-existente (algumas interpretações apontam que ela é psicopata).

No seu monólogo, conta que simulou ser outra pessoa, fazendo de tudo para agradá-lo. Mesmo sorrindo, evitando brigas e fingindo partilhar os seus gostos, Amy tentava controlar o marido: "Forjei o homem dos meus sonhos”.

Desi e Amy

Depois de ser assaltada e ficar sem dinheiro, a vilã não pode continuar viajando e pede ajuda a Desi, o namorado da adolescência que continua apaixonado. Ele acredita que Amy está se escondendo do marido violento e aceita abrigá-la em uma casa isolada.

Ao investigar o passado da mulher, Nick percebe que existe um padrão: anos antes, após um rompimento, ela fez uma queixa falsa sobre um antigo companheiro e arruinou a sua vida.

Manipulação da mídia e "final feliz"

Para se defender do possível julgamento de homicídio e até da pena capital, Nick viaja para se encontrar com Tanner Bolt, um advogado famoso. O profissional explica que o primeiro passo é mudar a perspectiva pública sobre ele: se até ali estava sendo odiado, era necessário despertar o carinho das pessoas que o viam.

Decide, então, dar uma grande entrevista na TV, para a qual se prepara e treina durante dias. Com o intuito de manipular Amy, sabendo que ela assistiria, ele admite a traição, afirma ser um mau marido e faz até uma declaração de amor.

Nick dá uma entrevista na TV

Logo nos momentos seguintes, Nick começa a ser publicamente adorado. A esposa, convencida de que as palavras eram verdadeiras, resolve voltar para ele e traça outro plano sanguinário. Após forjar provas, mais uma vez, a protagonista mata Desi e parte com o seu carro.

Quando regressa a casa, rodeada de repórteres, Amy está coberta de sangue, abraça o marido e "desmaia" em seus braços. Através de um discurso brutal e confuso, conta para a polícia que foi sequestrada pelo ex-namorado e precisou matá-lo para fugir. Em pouco tempo, os dois viram celebridades: ela se torna uma espécie de heroína e Nick é visto como seu fiel companheiro.

Amy engana a polícia e a mídia

Com a investigação arquivada, ele permanece do seu lado para evitar os ataques daqueles que iriam condená-lo por abandonar uma mulher naquele momento de suposta fragilidade. É aí que ela revela que está grávida de um filho seu, através de uma inseminação artificial, e que vão formar uma família.

Nas cenas finais, o marido segura a mão da esposa durante uma participação na TV e, num clima de felicidade, fala que o relacionamento está mais forte do que nunca: eles comunicam, são sinceros e parceiros.

Logo em seguida, o casal anuncia a gravidez, o que causa uma comoção ainda maior. Deste modo, percebemos que Nick pretende manter o casamento e as aparências, apesar de tudo que aconteceu.

Inspirado em uma história real?

Embora o enredo de Garota Exemplar seja uma história ficcional, a autora do romance contou, em diversas entrevistas, que se inspirou em alguns casos reais que conquistaram a atenção da mídia.

Não demorou muito para os fãs e espectadores descobrirem uma narrativa semelhante, referência que foi confirmada por Gillian Flynn. Em 2002, a norte-americana Laci Peterson sumiu da sua casa, deixando um grande seguro de vida do qual o marido era o único beneficiário.

Pouco tempo depois, quando sua infidelidade foi descoberta, Scott Peterson se tornou o principal suspeito do caso e acabou sendo condenado pelo homicídio da esposa.

Outra figura que tem sido associada a Amy Dunne é Marie McDonald, uma antiga atriz de Hollywood que ficou conhecida pelos seus inúmeros escândalos públicos. Em 1957, na tentativa de recuperar a fama perdida, ela terá simulado um sequestro e culpado o próprio marido.

Aproveite para ver também:

Atualizado em
Carolina Marcello
Carolina Marcello
Mestre em Estudos Literários, Culturais e Interartes e licenciada em Estudos Portugueses e Lusófonos pela Faculdade de Letras da Universidade do Porto.