Dança de salão: 15 estilos nacionais e internacionais


Laura Aidar
Laura Aidar
Arte-educadora e artista visual

As danças de salão são tipos de danças realizadas a dois que costumam empolgar quem pratica e encantar quem assiste.

Esses estilos de dança são praticados tanto como uma forma de diversão como de competição e normalmente exibem técnicas e passos específicos.

Essa maneira de dançar em pares surgiu na Europa, sobretudo na França, no reinado de Luís XIV. Os colonizadores, ao dominarem novos territórios, levaram as danças praticadas nas cortes e salões, que se mesclaram às culturas locais e deram origem a uma variedade de estilos.

1. Forró

O forró é um tipo de música e dança tipicamente brasileiro. Sua predominância é no nordeste do país, onde já era praticado desde o século XIX.

A palavra “forró” tem origem do termo “forrobodó”, que significa festa.

A dança é bem animada e realizada ao som da zabumba, triângulo, sanfona, sendo que existem diferentes tipos de forró, como o baião, o xote e o xaxado.

2. Maxixe

O maxixe despontou no Rio de Janeiro, sendo considerada uma das primeiras danças realizadas em pares no Brasil.

Se originou a partir de influências do povo negro no século XIX e ficou conhecida no país como “tango brasileiro” devido à semelhança no ritmo e na musicalidade.

Além disso, assim como o tango argentino, também sofreu preconceito da sociedade e da igreja católica por ser uma dança sensual e lúdica praticada pelos negros.

3. Samba de gafieira

Originário do maxixe, o samba de gafieira apresenta passos complexos e envolve o teatro em sua apresentação.

Nesse estilo, o homem conduz a parceira em movimentos sincronizados e rápidos, despertando a admiração de todos que assistem.

Essa é uma vertente do samba surgida no século XX, sendo tipicamente brasileira.

4. Mambo

Criada pelo povo cubano, o mambo surgiu como influência de muitos estilos e está aliado ao gênero musical também intitulado mambo.

Uma dança que inspirou sua criação é o danzón, que apresenta passos mais lentos. O mambo incorporou elementos desse estilo mas exibe movimentos mais rápidos e orgânicos.

Se tornou muito popular nos EUA nos anos 40, entretanto, lá sofreu alterações significativas em sua forma original com o objetivo de se tornar mais “vendável” e acessível.

5. Salsa

Essa é uma dança de salão latina, mas que se popularizou nos EUA nos anos 60. Mistura estilos cubanos como a rumba e o mambo e estilos norte-americanos como sapateado e swing.

Originou-se com os imigrantes cubanos e porto-riquenhos que estavam construindo sua vida em Nova York. Inicialmente era praticada nas ruas, mas depois foi incorporada por academias de dança que sistematizaram o estilo.

Hoje em dia apresenta diversas vertentes, como a salsa colombiana, a salsa caribenha, o estilo americano, entre outros.

Seus movimentos são envolventes e dinâmicos, com muitos giros e rodopios.

6. Cha cha cha

O cha cha cha é outra dança de origem cubana. Nascida nos anos 50, essa dança de salão apresenta 3 passos firmes, o chassé, e dois lentos.

O nome da dança vem dos movimentos, em que os dançarinos batem os pés no chão e produzem um som semelhante a “chá-chá-chá”.

Além disso, o casal dança um pouco afastado, apoiando-se nos ombros um do outro.

7. Quickstep

Essa é uma dança que surgiu na década e 20 da união de vários estilos, principalmente o foxtrot e o charleston.

De origem inglesa, esse tipo de dança apresenta passos muito rápidos e elaborados, mas ao mesmo tempo é elegante e divertida.

8. Flamenco

Tipicamente espanhola, essa dança encanta por seus passos firmes e pela forte carga emocional e interpretativa.

O flamenco possui uma raiz multi cultural que envolve influências árabes, judaicas e ciganas. Surgiu no sul da Espanha, na região da Andaluzia e é visto como um símbolo da arte e tradição da Espanha.

A dança tem como característica o uso da palmas, sapateado e canto. Os instrumentos usados na música são o cajón, a castanhola e o violão.

9. Tango

Uma das danças mais dramáticas e envolventes é sem dúvida o tango. Surgida no fim do século XIX na Argentina e no Uruguai, essa manifestação artística estava inicialmente relacionada à cultura dos subúrbios, bares e cafés.

Com o tempo foi se integrando à burguesia e atualmente é vista como um símbolo cultural importante.

Nela, os casais executam coreografias complexas e cheias de expressividade, valorizando a emoção e a sensualidade.

10. Merengue

Merengue é também uma dança latina que despontou na República Dominicana e faz sucesso em países como Porto Rico, Panamá, Cuba, Honduras, México, Equador, São Tomé e Príncipe, Guatemala e Venezuela.

É uma dança executada sobretudo com as pernas e pés, em passou simples e dinâmicos.

11. Zouk

Zouk é uma dança caribenha que surgiu nos anos 80 na Antilhas, em Guadalupe e Martinica.

Com movimentos sinuosos, no Brasil esse ritmo ganhou novos contornos, se parecendo com a lambada, mas exibindo passos mais lentos.

Seu nome tem o significado de “festa” no idioma crioulo.

12. Valsa

A valsa é uma dança de salão clássica surgida na Áustria e na Alemanha no século XVIII. O estilo mistura influências do minueto, uma dança da aristocracia, com o ländler, dança campestre germânica.

Seu ritmo é lento e os movimentos são circulares, ocupando todo o salão.

13. Lambada

Surgida da combinação de diferentes estilos musicais, como o forró, o merengue e a cumbia, a lambada se originou primeiro como gênero musical.

A dança apareceu posteriormente, unindo ainda passos da polca, do maxixe e do carimbó. Esse ritmo se originou no nordeste brasileiro, sendo predominante na Bahia.

Nos anos 90 ganhou terreno em todo o território nacional, se tornando um sucesso, mas depois perdeu espaço. De qualquer forma, ainda é praticada em diversas escolas de dança de salão.

14. Soltinho

Surgida como um desdobramento do East Coast Swing, uma dança americana, o soltinho mistura características próprias das danças brasileiras, como o gingado, com elementos norte-americanos.

Normalmente esse tipo de dança de salão é realizado ao som de rock, disco music e swing.

Recebeu esse nome devido à maneira de dançar, na qual o casal permanece mais separado, apenas segurando as mãos.

15. Bolero

Um das danças de salão mais românticas é o bolero. O casal dança com os corpos juntos, realizando muitos giros e passeios que ocupam o salão todo.

Seu surgimento tem influência de danças europeias, incorporadas pelo povo cubano no final do século XIX. No México também se tornou tradicional, espalhando-se por vários países, inclusive pelo Brasil.

Você também pode se interessar:

Laura Aidar
Laura Aidar
Arte-educadora, artista visual e fotógrafa. Licenciada em Educação Artística pela Universidade Estadual Paulista (Unesp) e formada em Fotografia pela Escola Panamericana de Arte e Design.