Dança contemporânea


Laura Aidar
Laura Aidar
Arte-educadora e artista visual

A dança contemporânea é uma vertente da dança criada por volta da década de 60 a partir de pesquisas corporais de companhias de dança, sobretudo nos EUA.

Nessa maneira de dançar, a intenção é trazer movimentos que consigam transmitir sentimentos e questionamentos, ao mesmo tempo em que aproximam a dança da vida cotidiana.

Traz como marca a investigação gestual e a experimentação, não possuindo técnicas próprias e podendo mesclar outras linguagens das artes, como o teatro e a performance.

Origem da dança contemporânea

Um grupo que geralmente é associado ao surgimento da dança contemporânea é o Judson Dance Theater, um coletivo norte-americano dos anos 60 que incluía artistas de diversas áreas, como artes visuais, dança e música.

O grupo foi de grande importância para trazer uma nova forma de dançar e apreciar a dança.

Seus integrantes estavam dispostos a criar com base em experimentações nada convencionais, como gestos de quedas e relaxamentos, além de exercícios simples de jogos, com desprendimento e espontaneidade. Eles também buscavam libertar a dança da carga dramática e psicológica presente na dança moderna, responsável pelo rompimento com a dança clássica.

Assim, depois do Judson Dance Theater outros grupos surgiram e deram continuidade a esses tipos de pesquisas gestuais, questionando as definições da dança e os tipos de movimentos que podem ser considerados nessa linguagem.

Uma grande coreógrafa que também contribuiu para a consolidação da dança contemporânea foi a alemã Pina Baush (1940-2009), que trabalhava misturando teatro à dança.

Características da dança contemporânea

Existem muitas formas de realizar a dança contemporânea. Justamente por ela possibilitar grande libertação corporal, é difícil listar com precisão tipos de dança contemporânea, pois cada companhia acaba por realizar suas pesquisas próprias.

Entretanto, é possível agrupar algumas características frequentes, como:

  • experimentação;
  • possibilidades de movimentos próximos ao chão;
  • quedas e repousos;
  • ausência de técnicas únicas;
  • possibilidade da junção de outras linguagens, como teatro, performance e artes visuais.

Além disso, outra característica é a utilização recorrente da improvisação, ou seja, de gestos criados livremente no momento em que os dançarinos executam a dança. Assim, não é necessário que haja sempre uma coreografia pré-estabelecida.

Grupos de dança contemporânea

1. Quasar Cia de Dança

A Quasar Cia de Dança é um grupo bastante conhecido no Brasil, com trabalhos também no exterior. Surgida em Goiânia na década de 80, a companhia é uma iniciativa de Vera Bicalho e Henrique Rodavalho.

Possui uma linha de pesquisa própria e tem grande apreço por temas do cotidiano, como as relações humanas.

2. Peeping Tom Dance Cie

Esse é um grupo de dança da Bélgica, surgido em 2000, que prioriza a delicadeza e o cenário. Seus espetáculos normalmente apresentam narrativas fortes e trazem a dança de forma menos explícita.

Abaixo, trecho da apresentação 32 rue Vandenbranden, exibida no Brasil em 2013.

3. Grupo Corpo

O Grupo Corpo possui uma trajetória consolidada no cenário da dança contemporânea brasileira. Criada em 1975 em Minas Gerais, a companhia tem um processo criativo bastante interligado com a música.

Normalmente, a trilha sonora é escolhida como um ponto de partida para a que a coreografia seja criada. A preferência é pela música popular brasileira (MPB).

4. Shen Wei Dance Arts

O grupo foi idealizado pelo chinês Shen Wei, que vive e trabalha em Nova York. O trabalho que ele apresenta faz um paralelo entre a arte ocidental e oriental. Traz ainda muitos elementos das artes visuais, cinema, teatro, além de outras mídias.

Você também pode se interessar:

Laura Aidar
Laura Aidar
Arte-educadora, artista visual e fotógrafa. Licenciada em Educação Artística pela Universidade Estadual Paulista (Unesp) em 2007 e formada em Fotografia pela Escola Panamericana de Arte e Design, localizada em São Paulo, em 2010.