Música Nothing else matters


Nothing else matters, um dos maiores sucessos do grupo norte-americano de heavy metal Mettalica, foi composta pelos membros da banda James Hetfield, Lars Ulrich e Kirk Hammett e lançada em 1991.

A música pertence ao quinto álbum do conjunto, o The Black Album. A balada romântica Nothing else matters já foi regravada inúmeras vezes por diversos artistas ao redor do globo e faz parte da trilha sonora do jogo eletrônico Guitar Hero: Metallica. 

Letra

So close, no matter how far
Couldn't be much more from the heart
Forever trusting who we are
And nothing else matters

Never opened myself this way
Life is ours, we live it our way
All these words I don't just say
And nothing else matters

Trust I seek and I find in you
Every day for us something new
Open mind for a different view
And nothing else matters

Never cared for what they do
Never cared for what they know
But I know

So close, no matter how far
Couldn't be much more from the heart
Forever trusting who we are
And nothing else matters

Never cared for what they do
Never cared for what they know
But I know

I never opened myself this way
Life is ours, we live it our way
All these words I don't just say
And nothing else matters

Trust I seek and I find in you
Every day for us, something new
Open mind for a different view
And nothing else matters

Never cared for what they say
Never cared for games they play
Never cared for what they do
Never cared for what they know
And I know, yeah!

So close, no matter how far
Couldn't be much more from the heart
Forever trusting who we are
No, nothing else matters

Enquanto estava ao telefone com a então namorada, o vocalista e guitarrista do grupo James Hetfield ia escrevendo as notas e os acordes da canção que viria a se tornar no carro chefe da banda.

Hetfield também fez esboços da letra enquanto ia no ônibus, durante a turnê, e nos hotéis em que se hospedava. 

Após ter criado a música, foi contra lançá-la porque achava que era uma balada muito pessoal, que não alcançaria o grande público.

A respeito da decisão de divulgar ou não a música, James confessou:

Era uma canção particular, que não foi feita para ser ouvida pelo público em geral (risos). Compus em quartos de hotéis durante a turnê do Justice e era sobre amigos que eu deixava em casa, ficando tanto tempo longe.

Era uma música que não pensava em tocar para outras pessoas, apenas para mim mesmo. Acho que é importante escrever coisas que te fazem sentir bem, tenho várias músicas que são assim. Mas os caras da banda ouviram 'Nothing Else Matters' e acharam que ela era fantástica.

Eu disse que eles estavam loucos, era apenas uma baladinha feliz que me fazia sentir legal, mas ela acabou eventualmente sendo lançada. Era uma música muito vulnerável pra mim, e foi um grande risco eu sendo o que eu era na época deixar aquilo ser ouvido. Mas sou grato por eles terem levado adiante, é uma canção com o qual muitas pessoas se conectam.

Ela não significa algo em especial, uma relação ou coisa assim, eu já a vi sendo usada até em competições desportivas.

Além de fazer parte do The Black Album, a música também se encontra presente no CD S&M, gravado ao vivo pelos Metallica em parceria com a Orquestra Sinfônica de São Francisco.

A apresentação foi realizada nos dias 21 e 22 de abril de 1999, no Berkley's Community Theatre:

O vocalista Hetfield explicou, em entrevista concedida a revista Mojo em dezembro de 2008, que a música era sobre estar na estrada, sentindo falta de alguém que estava em casa.

Não se trata apenas uma canção sobre um casal, mas sobre saudade e sobre a conexão entre aqueles que se amam e estão fisicamente distantes ("So close, no matter how far"). 

A música foi um sucesso tão grande que acabou ganhando diversas regravações, atualmente existem mais de 40 versões de Nothing else matters. 

Tradução

Tão perto, não importa quão longe
Não poderia ser muito mais vindo do coração
Sempre confiando em quem nós somos
E nada mais importa

Nunca me abri desse jeito
As vidas são nossas, nós vivemos do nosso jeito
Todas essas palavras eu não apenas digo
E nada mais importa

Confiança eu procuro e acho em você
Todos os dias para nós algo novo
Mente aberta para uma nova visão
E nada mais importa

Nunca me importei pelo o que eles fazem
Nunca me importei pelo o que eles sabem
Mas eu sei

Tão perto, não importa quão longe
Não poderia ser muito mais vindo do coração
Sempre confiando em quem nós somos
E nada mais importa

Nunca me importei pelo o que eles fazem
Nunca me importei pelo o que eles sabem
Mas eu sei

Nunca me abri desse jeito
As vidas são nossas, nós vivemos do nosso jeito
Todas essas palavras eu não apenas digo
E nada mais importa

Confiança eu procuro e acho em você
Todos os dias para nós algo novo
Mente aberta para uma nova visão
E nada mais importa

Nunca me importei pelo o que eles dizem
Nunca me importei pelos jogos que eles jogam
Eu nunca me importei pelo o que eles fazem
Eu nunca me importei pelo o que eles sabem
E eu sei...

Tão perto, não importa quão longe
Não poderia ser muito mais vindo do coração
Sempre confiando em quem nós somos
E nada mais importa

Clipe

The Black Album

The Black Album foi lançado em 12 de agosto de 1991 e é o quinto da banda Metallica. Gravado em estúdio, reúne 12 faixas relativamente curtas se comparado as outras músicas da banda. 

O CD veio logo a seguir ao álbum duplamente platinado And Justice for All, lançado em 1988. O produtor escolhido para levar a frente o projeto foi Bob Rock, ele já havia trabalhado com Aerosmith, Bon Jovi e Mötley Crüe. 

Bob Rock
Produtor Bob Rock.

A escolha do nome The Black Album faz referência ao White Album, lançado pelos Beatles, em 1968.

A criação dos Metallica foi um dos trabalhos mais celebrados pela crítica. Foi também um sucesso inegável de público, tendo ficado nas paradas dos mais vendidos em países europeus como Inglaterra, Alemanha, Noruega e Suíça.

O CD também estourou fora do eixo América-Europa, tendo emplacado igualmente no Canadá, na Austrália e na Nova Zelândia.

O guitarrista Hetfield acha que "É um álbum mais fácil de se ouvir para aqueles que ainda não conheciam o Metallica".

The Black Album levou mais de dez meses para ficar pronto e consumiu cerca de 1 milhão de dólares em custos de gravação.

Quando soube que o trabalho havia sido um sucesso de vendas, Ulrich e Newsted estavam em um quarto de hotel em Budapeste. O grupo estava em meio a uma turnê e recebeu um fax, vindo do escritório da banda, em Nova York, comunicando as boas novas. A reação de Ulrich e Newsted foi a seguinte:

"Fiquei lá no meu quarto e havia esse fax que dizia 'Vocês são o número 1'. E foi algo tipo 'Bem, ok'. Era só mais uma droga de fax do escritório. É bem difícil ficar empolgado com isso. Nunca fomos muito preocupados com a carreira nesse sentido. Nunca tentamos ser os primeiros. Mas agora somos e é, sei lá, normal."

Ulrich


"Nunca pensei no que significa ter um álbum em primeiro lugar porque nunca achei que fosse possível ter um álbum em primeiro lugar, considerando o tipo de música que tocamos."

Newsted

The Black Album
Capa The Black Album.

As faixas do The Black Album são:

1. Enter Sandman

2. Sad but True

3. Holier Than Thou

4. The Unforgiven

5. Wherever I May Roam

6. Don’t Tread on Me

7. Through the Never

8. Nothing Else Matters

9. Of Wolf and Man

10. The God That Failed

11. My Friend of Misery

12. The Struggle Within

Regravações de Nothing else matters

Shakira

A música dos Mettalica foi regravada pela cantora colombiana Shakira e é a sexta faixa do álbum Shakira: Live from Paris (2011).

Lucie Silvas

A cantora inglesa também regravou o clássico dos Mettalica e o eternizou em um disco homônimo, lançado na Alemanha (2005).

Apocalyptica

O conjunto finandês Apocalyptica, formado por violoncelistas, regravou uma versão instrumental de Nothing else matters no álbum Inquisition Symphony, lançado em 1998.

Paula Fernandes

A cantora brasileira Paula Fernandes também gravou a sua versão da música dos Mettalica no CD Dust in the Wind (2007).

Sobre Metallica

A banda norte-americana nasceu no dia 28 de outubro de 1981 com a união do bateirista Lars Ulrich e do guitarrista e vocalista James Hetfield.

Logo os dois parceiros convidaram Ron McGovney - grande amigo e colega de casa de Hetfield - para tocar baixo e Dave Mustaine, também amigo do grupo, para tocar guitarra.

Metallica em 1983.
A banda Metallica em 1983.

O nome Metallica surgiu depois da sugestão de um amigo também envolvido com música, Ron Quintana.

O álbum de estreia do conjunto foi Kill ‘Em All, lançado em 25 de julho de 1983.

A banda foi passando por modificações entre os seus componentes e, atualmente, apenas dois dos fundadores originais permanecem no grupo. 

Composição atual Mettalica.
Composição atual da banda Mettalica.

No momento, a banda é composta por:

  • James Hetfield (vocal e guitarra)
Hetfield
James Hetfield.
  • Lars Ulrich (bateria)
Lars Ulrich
Lars Ulrich.
  • Kirk Hammett (guitarra e vocal de suporte)
Kirk Hammett
Kirk Hammett.
  • Robert Trujillo (baixo e vocal de suporte)
Robert Trujillo
Robert Trujillo.

Conheça também