Ditados populares e seus significados


Laura Aidar
Revisão por Laura Aidar • Arte-educadora e pesquisadora
Escrito por Rebeca Fuks

Os ditados populares atravessam gerações e passam por nós todos os dias durante anos a fio. São expressões que muitas vezes repetimos sem sequer percebermos aquilo que significam.

Curiosos com a existência dessas frases de efeito, separamos 32 ditados dos mais populares e resolvemos colocar uma lupa sobre eles.

1. Cada macaco no seu galho

Essa é uma expressão muito popular que orienta o ouvinte a ocupar seu espaço sem invadir o do outro.

A pequena frase é direta: não se intrometa onde não é chamado, ocupe-se apenas com aquilo que lhe diz respeito.

2. Filho de peixe, peixinho é

O ditado "Filho de peixe, peixinho é" indica que somos semelhantes aos nossos pais.

A frase reforça o quanto carregamos características parecidas com os nossos genitores. O provérbio é muito utilizado quando, por exemplo, pai e filho têm a mesma profissão.

3. É dando que se recebe

O provérbio acima trata da generosidade e orienta o ouvinte a entregar algo para poder receber. A ideia é fazer algo pelo outro para, então, poder mais tarde receber alguma coisa em troca.

A frase tem origem religiosa e faz parte da oração de São Francisco de Assis:

É dando que se recebe, é perdoando que se é perdoado e é morrendo que se vive para a vida eterna.

4. Quem com ferro fere, com ferro será ferido

Esse ditado fala sobre a troca nas relações humanas. Quem entrega o bem, recebe o bem; quem, por sua vez, pratica o mal, recebe o mal.

O conceito que vigora é o da reciprocidade. O provérbio está relacionado à noção de carma (o que fazemos pelos outros voltará para nós algum dia).

5. Gato escaldado tem medo de água fria

O ditado acima tem muito a ver com memória e com cuidar de si próprio. Quem se magoa com algo passa a temer qualquer sinal daquilo que o magoou, trata-se de um gesto saudável e instintivo de auto-proteção.

A imagem do gato é usada como metáfora, pois se sabe que o felino, em geral, tem pavor de água.

Dessa forma, aqueles que já sofreram com o contato com a água quente (gato escaldado), fogem rápido de qualquer contato com a água novamente (mesmo se estiver fria).

6. De grão em grão, a galinha enche o papo

O ditado acima é muito utilizado quando se deseja poupar. A mensagem transmitida é que quando economizamos pouco, mas constantemente, conseguimos alcançar aquilo que desejamos, mesmo se o objetivo final pareça ser impossível

7. Devagar se vai longe

Esse ditado é bastante parecido com o "De grão em grão, a galinha enche o papo", embora o último seja mais utilizado no sentido financeiro e o primeiro tenha um significado mais amplo.

"Devagar se vai longe" fala da importância de persistir nos seus ideais e continuar caminhando, ainda que seja a passos lentos.

8. Cavalo dado não se olha os dentes

Essa sabedoria popular diz respeito à reação que se deve ter quando se ganha um presente. O provérbio orienta a não desdenhar ou falar mal de algo que se recebeu - ainda que o presenteado não goste muito da oferta.

A expressão está relacionada a dentição dos cavalos, pois é possível reconhecer os animais novos (e mais “úteis”) a partir da observação da arcada dentária.

Entretanto, se o animal é um presente, não se deve olhar os dentes, pois constrangeria a pessoa que fez a doação.

9. A pressa é inimiga da perfeição

"A pressa é inimiga da perfeição" quer dizer que quando estamos afobados, dificilmente conseguiremos fazer um bom trabalho.

A ansiedade de resolver logo o problema permite que muitos erros não sejam observados, o que compromete o resultado.

10. Água mole em pedra dura, tanto bate até que fura

O provérbio trata da persistência e da constância, transmitindo para o ouvinte a noção de que, apesar das dificuldades, é preciso insistir para se alcançar um objetivo.

A ideia transmitida pelo ditado é antiga, o autor latino Ovídio (43 a.C.-18 d.C) já havia escrito em um dos seus poemas:

A água mole cava a pedra dura.

11. Antes só do que mal acompanhado

Muitas vezes as pessoas se envolvem em amizades ou relacionamentos amorosos apenas para camuflar sua solidão, acreditando que a companhia do outro irá preencher seus vazios e angústias.

Entretanto, dependendo da pessoa que se tem ao lado, é preferível estar sozinho, pois a companhia pode não ser agradável, ou até mesmo abusiva.

Esse ditado reforça a ideia de que devemos ter sabedoria para lidar com nossa própria companhia, pois muitas vezes o outro piora nossa experiência no mundo.

12. De médico e de louco todo mundo tem um pouco

A expressão valoriza a capacidade humana de se adaptar a situações incomuns de forma inteligente ou criativa.

O médico é uma figura de autoridade na nossa sociedade e sabe lidar com problemas importantes de saúde. Muitas vezes, pessoas comuns conseguem resolver questões complicadas sem o auxílio de profissionais.

Da mesma forma, o louco é visto como um ser impulsivo, mas também muito criativo, características presentes na maioria das pessoas em maior ou menor grau.

13. Em terra de cego quem tem um olho é rei

O provérbio diz sobre a valorização de pessoas medíocres quando estão rodeadas de gente ignorante.

Nos faz pensar que tudo é relativo. Em um grupo de pessoas que têm um pensamento alienado da realidade, não conseguindo enxergar o óbvio, quando surge um sujeito que é capaz de fazer uma leitura razoável da situação, ele pode ser colocado em uma posição de liderança ou prestígio.

14. Onde há fumaça há fogo

A frase carrega a ideia de que precisamos ficar atentos aos sinais e confiar em nossa intuição.

Assim, se há algum indício de que algo não vai bem, é bom investigar, pois, geralmente há um problema maior.

15. Pimenta nos olhos dos outros é refresco

A frase nos alerta sobre a importância de se desenvolver a empatia.

Ela evidencia a falta de preocupação de muitas pessoas frente aos problemas que os outros enfrentam, pois sugere que quando a dificuldade não é sentida na pele, pode passar como algo corriqueiro e sem gravidade.

16. Quem ama o feio, bonito lhe parece

Esse provérbio traz como significado que a noção de beleza é muito relativa.

Quando existe amor ou um sentimento muito forte de estima em relação a outra pessoa, ela passa a ser bela aos olhos do amado, mesmo que não siga os padrões de beleza.

17. Quem semeia vento, colhe tempestade

A frase é dita quando alguém está passando por uma situação difícil em consequência de suas ações.

Assim, ela transmite a ideia de que quando uma pessoa tem atitudes ruins, provavelmente ela terá que arcar com as complicações decorrentes de tais atos.

18. O pior cego é o que não quer ver

Quando uma pessoa está muito envolvida em um acontecimento ou em um contexto, ela pode cair no erro de não enxergar as coisas de maneira racional.

Muitas vezes existe uma situação óbvia ocorrendo, mas a pessoa não consegue ter discernimento para compreender.

É nessas horas que o ditado é utilizado, evidenciando aquelas ocasiões onde preferimos nos enganar e não perceber a realidade como ela se apresenta.

19. Não há mal que sempre dure, nem bem que nunca se acabe

Esse ditado nos traz a noção de impermanência.

Existem momentos em que algo de muito ruim acontece e o sentimento que fica é de que “a vida acabou”. É nessas horas que essa frase pode ser usada, nos lembrando que as situações são passageiras.

Da mesma forma, quando um acontecimento muito bom ocorre, não podemos esquecer que um dia aquela boa fase vai passar. Assim são os altos e baixos que todas as pessoas passam em sua existência.

20. A corda sempre arrebenta do lado mais fraco

O provérbio em questão demonstra, através da metáfora da corda, que sempre o lado mais vulnerável nas relações sofrerá as consequências em alguma situação que deu errado.

Esse lado mais “fraco” é normalmente composto por pessoas mais pobres ou por empregados em relações de trabalho.

21. Águas passadas não movem moinho

Aqui, a mensagem é sobre a necessidade de desapegar de situações passadas.

Ao dizer que “águas passadas não movem moinhos”, a pessoa nos fala que aquelas águas que um diz já moveram a engrenagem de um moinho, hoje já não têm mais o mesmo poder, pois já passou o tempo, e as coisas se transformaram.

O ditado é muito usado quando alguém ainda está muito ligado emocionalmente a um momento de sua vida.

22. Amigos, amigos, negócios à parte

No ditado, o que fica claro é a necessidade de não se misturar negócios com amizades.

Isso porque, justamente pelo grau de intimidade, pode ocorrer algum desentendimento entre pessoas que se gostam, mas que não entram em acordo, devido ao envolvimento de dinheiro na situação.

23. Mente vazia, oficina do diabo

Esse é um provérbio que alerta sobre a importância de termos uma ocupação, seja um trabalho, um hobbie ou qualquer atividade que preencha nossos dias e nossa rotina.

Isso porque, quando estamos há muito tempo sem pensar em algo prático, a possibilidade de desenvolvermos pensamentos danosos é grande.

Além disso, essa falta de ocupação também dá margem para ideias ruins, em que as consequências podem ser desagradáveis.

24. Quem não é visto, não é lembrado

Para que as pessoas se lembrem de nós, principalmente de nosso trabalho e talentos, é necessário que estejamos sempre em contato com elas.

A frase tem a intenção de nos lembrar que é preciso manter boas relações com outras pessoas, mostrar nossos dons, estar nos ambientes para que sejamos lembrados e indicados para contatos profissionais.

25. Saco vazio não para em pé

O ditado se refere à importância da alimentação para uma pessoa permanecer forte e saudável.

Muitas vezes a frase é dita quando alguém se recusa a comer, seja porque está triste, com pressa, ou fazendo dieta.

Então o alerta vem de forma simbólica, dizendo que a pessoa precisa se alimentar para que tenha energia e continue de pé realizando suas tarefas diárias.

26. O que os olhos não veem, o coração não sente

Nessa oração, a ideia transmitida é a de que quando não sabemos, ou não vemos, algo desagradável, a intensidade do sofrimento é menor. Isso porque é mais fácil assimilar a situação quando não nos deparamos com uma cena que nos afeta emocionalmente.

O ditado apresenta uma linguagem poética, pois relaciona órgãos do corpo com sentimentos, integrando aspectos corporais e psíquicos.

27. Para bom entendedor meia palavra basta

Esse provérbio evidencia a capacidade de compreensão de uma ideia através de poucas palavras.

Sabe-se que não existe na gramática “meia palavra”, mas na frase isso quer dizer que mesmo quando as coisas são ditas superficialmente, se a pessoa que escuta for sagaz, ela consegue captar a mensagem transmitida.

28. Uma andorinha sozinha não faz verão

Aqui, a sabedoria popular nos traz o conceito de coletividade. Observando a natureza, especificamente a migração das andorinhas nas estações do ano, vê-se que elas voam em bando, pois assim garantem a proteção de predadores e viajam em companhia.

Portanto, o voo desses pássaros pode sinalizar a chegada do verão em alguns lugares, mas apenas uma andorinha voando no céu não significa que a migração sazonal está em processo.

Da mesma forma, se uma pessoa sozinha se esforça para alcançar um objetivo coletivo, provavelmente ela não terá sucesso, mas se muitas pessoas se juntam e agem em conjunto, a possibilidade de alcançar o propósito é maior.

29. Não julgue um livro pela capa

Essa é uma expressão que transmite a ideia de que não se pode julgar as pessoas pela aparência.

Existem livros com conteúdos muito valiosos que apresentam capas pouco atrativas. Da mesma maneira, há pessoas interessantes que não se encaixam em um padrão de beleza, mas se dermos uma chance de conhecê-las melhor podemos nos surpreender.

30. Não deixe para amanhã o que você pode fazer hoje

É muito comum que as pessoas deixem para fazer coisas importantes na última hora, seja no trabalho ou na vida pessoal. Isso acontece devido a muito fatores, como a ansiedade que paralisa ou a preguiça.

Então, foi criado esse provérbio que nos avisa sobre o dever de realizar as coisas sem procrastinar, ou seja, sem adiar, deixando para mais tarde.

31. Não se faz um omelete sem quebrar os ovos

A frase transmite a noção de que para conseguirmos algo, muitas vezes é preciso desfazer outra coisa, desmanchar sua forma original para dar outro significado, e assim usufruir de algo melhor.

32. Não existe rosa sem espinho

O ditado traz o conceito de que mesmo as coisas mais bonitas podem trazer desafios. Isso vale para um amor, um trabalho, uma amizade ou outras situações.

Isso porque, como é dito na oração, mesmo as flores mais belas, como as rosas, possuem aspectos desagradáveis como os espinhos em seus caules, que podem até mesmo causar ferimentos.

O que são os ditados populares?

Os ditados populares são orações que traduzem aspectos cotidianos da vida em sociedade.

São ideias relacionadas ao nosso modo tradicional de viver e de experimentar o mundo. As frases estão disseminadas na cultura popular e são transmitidas de geração a geração, muitas vezes independente da classe social dos falantes.

Os ditados ilustram conceitos que parecem universais, geralmente as frases são assertivas e revelam verdades que se julgam incontestáveis.

Os ditados apresentam “pílulas de sabedoria”, conselhos ligeiros transmitidos de maneira rápida e direta.

Você também pode se interessar:

Laura Aidar
Revisão por Laura Aidar
Arte-educadora, pesquisadora e fotógrafa. Licenciada em Educação Artística pela Universidade Estadual Paulista (Unesp) em 2007 e formada em Fotografia pela Escola Panamericana de Arte e Design, localizada em São Paulo, em 2010.