Romeu e Julieta, de William Shakespeare


Supostamente criada entre 1593 e 1594, a clássica peça Romeu e Julieta, de Shakespeare, atravessou gerações e gerações e tornou-se uma obra-prima da literatura ocidental. A história, passada em Verona, interior da Itália, tem como protagonistas os apaixonados Romeu Montecchio e Julieta Capuleto.

Resumo

Verona é o palco do conflito histórico entre duas famílias tradicionais: os Montecchio e os Capuleto. Por um infortúnio do destino, Romeu, filho único da família Montecchio, e Julieta, filha única da família Capuleto, conhecem-se durante um baile de máscaras e apaixonam-se perdidamente.

Romeu já estava enamorado de Rosalina quando conheceu a filha da família rival. Encantado pela moça, desmanchou o compromisso que tinha com Rosalina e fez de tudo para ficar com a sua alma gêmea. Julieta também tinha planos futuros com Páris, um rapaz de nome em Verona, no entanto, abandona todos os desejos da família para seguir o seu coração. 

A passagem mais lembrada da peça é aquela presente na cena II do Ato II. Romeu vai até o jardim dos Capuleto e fala com a sua amada, que se encontra na sacada:

ROMEU

- Só ri das cicatrizes quem nunca foi ferido... (Julieta aparece na sacada de uma janela) Silêncio! Que luz é aquela na janela? É o sol nascente, é Julieta que surge! Desperte, sol, e mate a lua ciumenta, que está pálida e doente de tristeza, pois vê que você é mais perfeita que ela! Deixe de servi-la, já que ela é tão invejosa! Seu manto é esverdeado e triste como a túnica dos dementes: jogue-o fora! É minha dama, é o meu amor. Se ela ao menos soubesse!... Está falando ou não? Seus olhos falam... Respondo ou não? Sou muito ousado... não é a mim que ela fala. Duas estrelas devem ter emprestado o brilho a seu olhar. E se fosse o contrário? Seus olhos no céu, e o astros seriam apagados, como o dia faz com a luz das velas. E tanta claridade se espalharia no céu, que os pássaros cantariam, pensando que era dia com luar. Como ela apóia seu rosto na mão! Como eu queria ser uma luva em sua mão, para poder tocar aquela face!

JULIETA

- Ai de mim!

ROMEU

- Ela está falando!... Fale de novo, anjo brilhante, anjo glorioso no alto desta noite, que faz os mortais arregalarem os olhos e torcerem o pescoço para vê-lo, quando cavalga as nuvens preguiçosas e veleja pelo ar sereno.

JULIETA

- Romeu! Romeu! Por que você é Romeu? Negue seu pai, renuncie a seu nome. Ou, se não quiser, basta me jurar amor, e deixarei de ser uma Capuleto.

Juntos, Romeu e Julieta vivem um amor proibido e idealizado, condenado pela família de ambos. Casam-se as escondidas, a celebração é realizada pelo Frei Lourenço, um confidente de Romeu. 

Por uma briga que acaba gerando a morte de Teobaldo (primo de Julieta) e Mercúrio (amigo de Romeu), o príncipe de Verona resolve exilar Romeu. Desesperada com a partida do amado, Julieta pede auxílio ao frade franciscano que realizou o casamento. 

A ideia do frade é que Julieta tome uma poção que faça com que ela pareça morta. Romeu, ao receber a notícia da suposta morte da mulher, entra em desespero e compra uma substância para provocar a própria morte. 

Ao encontrar Julieta desacordada na cripta dos Capuleto, crê na morte da amada e toma o veneno que havia trazido. Julieta, ao acordar, descobre que o amado está morto e, com um punhal, também dá cabo da própria vida.

A história de amor é trágica, o único consolo que resta ao leitor é saber que, após as catastróficas mortes dos protagonistas, as famílias Montecchio e Capuleto decidem fazer um acordo de paz. 

Inspirações do autor 

O poeta inglês possivelmente se inspirou em uma história da Grécia antiga de Píramo e Tisbe que data do século III, onde uma apaixonada vai em busca de um veneno para escapar de um casamento.

Durante a renascença se proliferaram narrativas de amor semelhantes e em 1530 Luigi da Porto publicou uma história que parece ter mesmo inspirado a composição de Shakespeare.

Historia novellamente ritrovata di due nobili amanti também tem como cenário Verona, os protagonistas são nobres e as famílias em questão são o Montecchi e Cappulletti. Os protagonistas chamam-se, inclusive, Romeu e Giulietta. A peça fez tanto sucesso que foi adaptada para o francês por Adrien Sevin em 1542.

Versões da peça

Em 1597, a peça Romeu e Julieta, de William Shakespeare, foi encenada com o texto reconstituído a partir da lembrança dos dois atores que trabalharam na primeira representação. Já a montagem a seguir, feita dois anos depois, foi autorizada e mais completa, com cerca de setecentos versos a mais que haviam desaparecido na versão anterior. 

Estrutura da peça

A peça possui uma linguagem compatível com a da tragédia lírica porque tem cerca de quinze por cento do texto em rima. A obra-prima do autor inglês é dividida em cinco atos: 

O ato I tem cinco cenas, o ato II seis cenas, o ato III cinco cenas, o ato IV cinco cenas e o ato V três cenas.

Personagens principais

Romeu

O protagonista, único herdeiro da família Montecchio.

Julieta

A protagonista, única herdeira da família Capuleto.

Senhor e senhora Montecchio

Família tradicional da cidade de Verona, pais de Romeu. Historicamente a família é inimiga mortal da casa Capuleto.

Senhor e senhora Capuleto

Família tradicional da cidade de Verona, pais de Julieta. Historicamente a família é inimiga mortal da casa Montecchio.

Teobaldo

Primo de Julieta, sobrinho da senhora Capuleto.

Páris

Pretendente de Julieta. A moça, apaixonada por Romeu, o rejeita veementemente.

Éscalo

Príncipe de Verona, cidade onde a história se passa, no interior da Itália. 

Mercúrio e Benvólio

Amigos fiéis de Romeu.

Abraão e Baltasar

Criados da família Montecchio.

Ama

Mãe de criação de Julieta, nutre um profundo afeto pela moça.

Pedro

Criado da casa Capuleto, auxiliar da Ama.

Frei Lourenço

Amigo de Romeu, o frei franciscano celebra o casamento do casal apaixonado.

Frei João

Autoridade religiosa de origem franciscana. 

Quem foi William Shakespeare?

Celebrado como o maior escritor de língua inglesa, especula-se que William Shakespeare tenha nascido no dia 23 de abril de 1564, em Stratford-upon-Avon, uma pequena cidade da Inglaterra. Faleceu exatamente cinquenta e dois anos depois, na mesma data. Mudou-se para Londres em 1591, em busca de oportunidades de trabalho, e viveu durante muitos anos na capital inglesa.

shakespeare
Retrato de Shakespeare.

Casou-se com Anne Hathaway, seu grande amor, quando tinha 18 anos, em 1582, e juntos tiveram três filhos (Susanna, Hamnet e Judith). 

Anne Hathaway.
Retrato de Anne Hathaway, mulher de Shakespeare.

A carreira literária de Shakespeare

Tinha origem relativamente humilde e ascendeu socialmente graças ao seu trabalho com a escrita: foi um trabalhador das letras, compôs aproximadamente 38 peças teatrais e 154 sonetos. As peças tinham abordagens variadas, algumas eram comédias, outras tragédias e ainda algumas de cunho histórico.

Sua primeira peça foi composta entre 1590 e 1594 e chamava-se Comédia dos erros. No ano em que concluiu a redação da peça, ingressou na já famosa Companhia de Teatro de Lord Chamberlain. Posteriormente conseguiu entrar como sócio do Globe Theatre.

Romeu e Julieta foi seu primeiro grande sucesso de público e crítica. Harold Bloom, importante crítico literário, justifica o sucesso e a permanência na história da peça de Romeu e Julieta:

“a peça constitui a maior e mais convincente celebração do amor romântico da literatura universal”.

Harold Bloom

Shakespeare escreveu outras obras primorosas como Hamlet, Sonho de uma noite de verão, Megera Domada, Macbeth, O Rei Lear e Otelo. Seu último trabalho para o teatro foi a peça A tempestade, escrita entre 1610 e 1613 em sua cidade natal, Stratford-upon-Avon. 

Adaptação contemporânea da clássica peça Romeu e Julieta

Inaugurada no dia 9 de março de 2018, no Teatro Riachuelo do Rio do Janeiro, a adaptação contemporânea de Romeu e Julieta conta com o repertório de Marisa Monte. A peça é composta por 25 músicas da cantora. 

A direção é de Guilherme Leme Garcia e o cenário é assinado por Daniela Thomas. O elenco é composto por Bárbara Sut (interpretando Julieta) e por Thiago Machado (no papel de Romeu). 

Do palco para as telas: a adaptação para o longa metragem

A adaptação da peça de Shakespeare para o cinema teve diversas versões, talvez a mais conhecida delas tenha sido feita pelo realizador Baz Luhrmann, em 1996. O elenco conta com Leonardo DiCaprio, Claire Danes, John Leguizamo, Harold Perrineau, Paul Sorvino e Paul Rudd.

O filme está disponível na íntegra, inclusive dublado.

Leia também