Sandman, de Neil Gaiman


A grafic novel Sandman foi criada pelo artista britânico Neil Gaiman. Aclamada pelo público e pela crítica como uma das maiores séries de quadrinhos da história, Sandman foi um marco da cultura pop publicada ao longo de sete anos consecutivos (1989-1996) e entrou, em 2003, na lista dos Best-Sellers do The New York Times.

Trata-se de uma HQ muitíssimo bem sucedida do ponto de vista comercial, com 75 revistas publicadas. Lançada pela editora DC Comics (sob o selo Vertigo), Sandman foi a primeira série em quadrinhos a receber um prêmio literário. Em 1991, Gaiman foi contemplado com o World Fantasy Award de melhor história breve.

Resumo

Cada edição de Sandman conta algumas histórias distintas, sendo por isso impossível resumir aqui cada uma das narrativa. O que pretendemos apresentar é um breve panorama da criação de Neil Gaiman.

A história contada nos quadrinhos é baseada no mito americano do homem de areia, um sujeito que assopra areia nos olhos das crianças para elas dormirem. O personagem também tem outros nomes tais como Sonho, Morfeus e Oneiromante. 

Sandman pertence ao grupo Perpétuos, que reúne seres eternos. Apesar de muitas vezes apresentarem feições humanas, os Perpétuos não são humanos, são entidades consideradas acima dos deuses. Além de Morfeus, os perpétuos são o Destino, a Destruição, o Delírium, os gêmeos Desespero e Desejo e a Morte.

Morfeus, o protagonista da história, é o responsável pelo Mundo dos Sonhos e controla os sonhos de toda a humanidade. Ele detém uma personalidade um tanto quanto melancólica e obscura, e possui superpoderes de aparecimento e desaparecimento tanto de objetos quanto de si próprio. 

Uma ordem mística misteriosa decide capturar a irmã mais velha de Morfeus, a Morte. No entanto, quem acaba sendo preso é o próprio Morfeus. Por fim, após anos de silêncio, a entidade sobrenatural consegue se libertar, mas ainda é preciso se adaptar ao seu lar, O Sonhar, que sofreu modificações devido a sua ausência.

O personagem principal, Morfeus, enfrenta nos quadrinhos seres tenebrosos como Lúcifer, Belzebu, Dr.Destino e Azazel. Paira um clima sombrio e misterioso ao longo das histórias criadas por Neil Gaiman. 

Sobre a criação da série

Inicialmente Sandman seria uma publicação mensal, com cerca de 24 páginas. O projeto original, como veremos, acabou por ser rapidamente modificado. 

Quando criou a série, Gaiman bebeu na fonte das mitologias nórdica, egípcia e grega, tendo incluído também inspirações que surgiram a partir da leitura da Bíblia.

Em termos de tempo, a série Sandman durou sete anos, tendo sido lançada em janeiro de 1989 e encerrada em março de 1996. 

O capista responsável pelas obras foi Dave McKean, um amigo de longa data de Neil Gaiman. Os ilustrador e o escritor se conheceram em 1986 e fizeram a primeira parceria na graphic novel Violent Cases.

Violent Cases

A partir da boa experiência gerada já por esse primeiro trabalho, Gaiman passou a convidar Dave para assinar as suas capas.  

Dave McKean
O ilustrador Dave McKean.

Sandman, edição definitiva

Dez anos após o final da série, uma edição comemorativa foi lançada intitulada Absolute Edition. Voltada para o público colecionador, trata-se de uma edição de luxo posta a venda em 2006.

São cinco volumes, com aproximadamente 600 páginas cada, mais uma edição extra, menor, intitulada Death, com cerca de 300 páginas.

Absolute Editions
Absolute Edition.

No Brasil, a publicação da edição especial de Sandman ficou a cargo da empresa Panini, que fez uma edição da série em papel couche, capa dura e formato 18,5 cm por 27,5 cm. A edição definitiva volume 1 foi lançada em abril de 2010 e contém 616 páginas. 

Capa da edição definitiva volume 1.
Capa da edição definitiva volume 1.

 O segundo volume foi lançado em março de 2011 e possui 620 páginas.

Capa da edição definitiva volume 2.
Capa da edição definitiva volume 2.

O volume número 3 da edição definitiva foi lançado em agosto de 2012 e possui 612 páginas.

Capa da edição definitiva volume 3.
Capa da edição definitiva volume 3.

A quarta edição chegou às livrarias em outubro de 2013 com 608 páginas.

Capa da edição definitiva volume 4.
Capa da edição definitiva volume 4.

O quinto volume promete ser publicado em 2018, também pela Panini.

Em agosto de 2014, foi lançado o extra (Morte), com 360 páginas.

Capa da edição definitiva Morte.
Capa da edição definitiva Morte.

Quem é Neil Gaiman?

Nascido no Reino Unido, em Hampshire, Neil Richard MacKinnon Gaiman (conhecido apenas como Neil Gaiman) atualmente vive próximo a Minneapolis, nos Estados Unidos. 

Formado em jornalismo, o primeiro livro publicado pelo autor chegou as livrarias em 1984 e tinha como tema a história da banda inglesa de rock Duran Duran.

Livro sobre Duran Duran.
Livro escrito por Gaiman sobre Duran Duran.

Gaiman escreveu também a biografia do escritor e comediante Douglas Adams (um dos nomes por trás do Monty Python). De lá para cá, Neil tem publicado romances, contos, livros voltados para crianças, gibis e roteiros. 

Foi autor da série inovadora Sandman, que, além de ter reunido um número imenso de fãs ao longo das 75 edições, também foi profundamente premiada. Recebeu nove prêmios Will Eisner Comic Industry Awards e três prêmios Harvey Awards. Em 1991, virou o primeiro gibi da história a ter recebido um prêmio literário (World Fantasy Award).

Além de escrever para quadrinhos, Neil também tem investido em literatura infantil. Alguns dos seus títulos mais celebrados são: The Day I Swapped My Dad for Two Goldfish (1997), The Wolves in the Walls (2003), The Dangerous Alphabet (2008), Crazy Hair (2009), Blueberry Girl (2009), Instructions (2010).

Em termos de literatura voltada para adultos, o autor publicou Neverwhere (1995), Stardust (1999), American Gods (2001), Anansi Boys (2005) e Good Omens (em parceria com Terry Pratchett, 1990). Também é autor das coletâneas Smoke and Mirrors (1998) e Fragile Things (2006).

Em 2001, Gaiman começou a escrever um blog para estreitar os laços com os fãs. Atualmente o blog possui mais de um milhão de leitores regulares. Em 2008, o criador entrou no Twitter (@neilhimself ) e, no momento, possui mais de dois milhões e meio de seguidores.

Neil Gaiman
Neil Gaiman.

Adaptação para o audiovisual

Apesar dos muitos rumores de uma possível adaptação para a telona, fato é que nenhum plano para Sandman ainda saiu do papel. Em 2016, o roteirista americano Eric Heisserer (que já fez Arrival, Hours, Lights out e The thing) cogitou uma adaptação da obra de Neil Gaiman para o cinema, mas acabou por achar que a história ficaria melhor contada em formato curto, como um seriado para TV.

Dois fãs, no entanto, colocaram a mão na massa e resolveram criar uma adaptação em animação da sexta edição da história em quadrinhos. Nicholas Brown e Evan Ederson, os responsáveis pelo feito, chamaram a atenção do próprio Neil Gaiman, que postou o vídeo no seu Twitter elogiando o resultado final da produção.

O vídeo a seguir não é, portanto, oficial, trata-se de uma homenagem realizada por entusiastas da série:

Conheça também