Oscar Niemeyer: biografia, obras e características


Rebeca Fuks
Rebeca Fuks
Doutora em Estudos da Cultura

Oscar Niemeyer foi um expoente da arquitetura brasileira e espalhou os seus traços pelo nosso país e mundo afora.

Relembre as suas mais importantes obras e conheça a biografia do gênio.

Biografia de Oscar Niemeyer

Origem

No dia 15 de dezembro de 1907 nasceu Oscar Niemeyer Soares Filho no Rio de Janeiro.

Oscar Niemeyer

Formação

Niemeyer se formou como engenheiro arquiteto pela Escola Nacional de Belas Artes em 1934.

Carreira

Logo nos primeiros anos de trabalho foi convidado para atuar no escritório do grande arquiteto Lucio Costa, ao lado de Carlos Leão e Affonso Eduardo Reidy.

A primeira obra de peso em que o grupo esteve envolvido por a construção do Ministério da Educação e Saúde, conhecido como Edifício Capanema, erguido com a orientação do arquiteto suíço modernista Le Corbusier que serviu de inspiração para o grupo e esteve pessoalmente no Rio de Janeiro para fazer os traços iniciais do projeto.

Oscar Niemeyer e Lucio Costa
Oscar Niemeyer e Lucio Costa

O primeiro projeto de Niemeyer construído em 1937 foi a Obra do Berço (situada no Rio de Janeiro). Dois anos mais tarde foi convidado por Jucelino Kubitschek, então prefeito de Belo Horizonte, para idealizar o Conjunto da Pampulha.

Com o passar dos anos, o arquiteto foi sendo cada vez mais convidado para projetar obras. São exemplos dos seus trabalhos a sede do Banco Boavista, no Rio de Janeiro (1946), os edifícios em Hansa, Berlim (1954), o Museu de Arte Moderna de Caracas (1954), as construções públicas de Brasília (1956), a Universidade de Constantine, na Argélia (1969), entre outros.

Niemeyer também desenhou a sua própria casa na Estrada das Canoas (no Rio de Janeiro).

Prêmios

O renomado arquiteto recebeu cinco grandes prêmios ao longo da sua carreira. Foram eles:

  • Prêmio Leão de Ouro da Bienal de Veneza (1949)
  • Prêmio Lênin da Paz, da URSS (1963)
  • Prêmio Pritzker de Arquitetura (1988)
  • Prêmio Príncipe das Astúrias de Arte (1989)
  • Medalha do Mérito Cultural do Brasil (2007)

Vida política

Ao longo dos anos, Oscar manteve-se comunista, tendo ingressado para o Partido Comunista Brasileiro em 1945.

Niemeyer chegou a ser responsável por desenhar a sede do Partido Comunista em Paris.

Sede do Partido Comunista em Paris
Sede do Partido Comunista em Paris

Exílio

O arquiteto trabalhou como professor na Universidade de Brasília mas, em 1965, ao lado de cerca de duzentos professores que protestavam contra a invasão militar, pediu demissão por motivos políticos.

Dois anos mais tarde foi impedido de trabalhar no Brasil e se mudou para a França, onde recebeu autorização do general De Gaulle para continuar exercendo a sua profissão.

Em 1972 inaugurou o seu escritório na famosa avenida Champs Elysées, em Paris. Na França executou o projeto Bolsa do Trabalho de Bobigny e do Centro Cultural de Le Havre.

Livros publicados

Oscar Niemeyer publicou ao longo da vida as seguintes obras:

  • A forma na arquitetura (1978)
  • As curvas do tempo - memórias (1998)
  • Universidade de constantine: universidade dos sonhos (2007)
  • Rio - de província a metrópole (1980)
  • Minha experiência em Brasília (1961)
  • Casas onde morei (2005)
  • Minha arquitetura - 1937-2005 (2005)
  • Conversa de arquiteto (1993)
  • O ser e a vida (2007)
  • Crônicas (2008)
  • Museu de arte Contemporânea de Niterói (1997)
  • E agora? (2003)
  • ? (2004)

O arquiteto que projetou Brasília

Juscelino Kubitschek, então presidente, já havia convidado o arquiteto para desenhar o complexo da Pampulha quando era prefeito de Belo Horizonte.

Quando o político chegou à presidência da República, convidou Oscar para executar uma série de edifícios públicos como o Palácio da Alvorada, o Congresso Nacional, o Palácio do Planalto e o Supremo Tribunal Federal. As obras foram levadas à cabo entre 1957 e 1958.

Vida Pessoal

Oscar foi casado duas vezes. Seu primeiro matrimônio foi com Annita Baldo em 1928. Com ela esteve durante 76 anos, e acabou por ficar viúvo em 4 de outubro de 2004.

Ao lado de Annita teve uma única filha - também arquiteta e designer - chamada Anna Maria Niemeyer (1930-2012).

Em 2006 o arquiteto se casou com a então secretária Vera Lúcia Cabreira, que ficou ao seu lado até o final da vida.

Morte

Vítima de uma insuficiência respiratória, Niemeyer faleceu no Rio de Janeiro (no Hospital Samaritano), no dia 5 de dezembro de 2012, aos 104 anos.

Obras principais

Catedral de Brasília (Brasília)

Catedral de Brasília

O projeto Oscar é de uma construção religiosa peculiar, modernista, composta por dezesseis colunas de concreto armadas ligadas à um círculo central.

O templo que o arquiteto ergueu em Brasília foi dedicado à Nossa Senhora Aparecida, padroeira do Brasil. Esse é, aliás, o nome oficial do espaço: Catedral Metropolitana Nossa Senhora Aparecida.

O edifício da igreja foi inaugurado em 1970 com muitas curvas, uma série de vitrais e os quatro sinos característicos.

Conheça a fundo a Catedral de Brasília.

Edifício Copan (São Paulo)

Edifício Copan

O famoso Edifício Copan, feito em concreto armado durante a década de cinquenta no berço da capital paulista, foi inspirado em uma onda e teve como objetivo trazer um pouco de movimento à São Paulo.

O edifício residencial com seis blocos foi construído em formato de S está situado na Avenida Ipiranga número 200 (bem no centro da cidade). A construção também abriga no andar térreo um centro de arte.

Museu Oscar Niemeyer (Curitiba)

Museu Oscar Niemeyer

O "museu do olho" ou "olhão", como é habitualmente chamado, é um edifício inaugurado em 1978 para hospedar uma série de secretarias de Estado de Curitiba.

Em 2002 a construção ganhou novos contornos porque o olhão foi acrescentado - só então o espaço virou também museu de arte e design.

O complexo abriga atualmente uma série de documentos ligados à história de vida arquiteto Oscar Niemeyer (maquetes, fotos, registros de obras).

Sambódromo (Rio de Janeiro)

Sambódromo

Conhecido popularmente como sambódromo, o nome oficial da construção idealizada por Oscar Niemeyer é Passarela Professor Darcy Ribeiro.

O edifício foi inaugurado em 1983 para abrigar o desfile das escolas de samba cariocas para além de uma série de shows ao longo do ano. No prédio também funciona um estabelecimento de ensino.

A construção feita em concreto armado deu uma nova forma à Marquês de Sapucaí e o traço mais característico dessa obra é o arco enorme que coroa a Praça da Apoteose.

Museu de Arte Contemporânea (Niterói)

Museu de Arte Contemporânea

O edifício cultural inserido no meio de uma paisagem rica em beleza natural (na praia do Ingá, região de Niterói), foi inaugurado em 1991 para abrigar uma série de mostras de arte contemporânea.

O prédio parece ter sido inspirado em uma nave espacial e flutua a beira do mar, convidando o visitante a admirar a paisagem da Baía de Guanabara.

Ministério da Educação e Saúde (Edifício Capanema) (Rio de Janeiro)

Ministério da Educação e Saúde (Edifício Capanema)

O edifício foi arquitetado pelo suíço Le Corbusier, um dos grandes nomes da arquitetura modernista e um dos mestres do arquiteto brasileiro. Niemeyer era ainda jovem quando ergueu o projeto ao lado de Carlos Leão e Lucio Costa, seus colegas no escritório de arquitetura.

O Ministério da Educação e Saúde, conhecido como Edifício Capanema, foi inaugurado em 1936 no coração do Rio de Janeiro.

Conjunto da Pampulha (Belo Horizonte)

Conjunto da Pampulha

O Conjunto da Pampulha foi inaugurado em 1940. A ideia era construir um amplo complexo de lazer com igreja, restaurantes, espaços para interação social.

O convite para realizar a obra feito por Juscelino Kubistchek, que na ocasião era prefeito de Belo Horizonte, e convocou o arquiteto para projetar o espaço dando seu toque pessoal tão característico. Vemos acima a imagem da igreja do complexo.

Ibirapuera (São Paulo)

Ibirapuera

O parque público que fica o coração da capital paulista foi inaugurado em 1954 - embora a primeira proposta tenha sido apresentada pelo arquiteto em 1951 e modificada nos anos a seguir.

O convite feito a Oscar tinha um motivo especial: o parque deveria celebrar os 400 anos da cidade de São Paulo.

Sede do Partido Comunista Francês (Paris)

Sede do Partido Comunista Francês (Paris)

Niemeyer era comunista e teve o prazer de ter sido convidado para desenhar a sede do Partido na capital francesa.

No edifício que foi inaugurado em 1965, o arquiteto optou por usar curvas já características do seu estilo e por deixar um espaço livre a frente do edifício a fim de promover a interação social.

Características de suas obras

De modo geral, é possível identificar alguns traços norteadores das obras arquitetônicas de Oscar Niemeyer.

Entre os padrões que se repetem convém sublinhar o uso de muitas curvas proporcionando uma ideia de leveza nas construções. Segundo o arquiteto:

Não é o ângulo reto que me atrai, nem a linha reta, dura, inflexível... o que me atrai é uma curva libre e sensual.

Seus trabalhos, com traços modernistas, foi profundamente influenciado pelo arquiteto suíço Le Corbusier.

Embora tenha bebido muito da arquitetura que se fazia no exterior, nos projetos do arquiteto é possível encontrar também uma série de elementos da arte colonial brasileira (notável por exemplo no uso de azulejos).

Ao longo das suas obras Oscar fez bastante uso do concreto armado e sempre presou pela originalidade.

Conheça também

Rebeca Fuks
Rebeca Fuks
Formada em Letras pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (2010), mestre em Literatura pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2013) e doutora em Estudos de Cultura pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro e pela Universidade Católica Portuguesa de Lisboa (2018).