Descubra Daniel Tigre


Rebeca Fuks
Rebeca Fuks
Doutora em Estudos da Cultura

Daniel Tigre (em inglês Daniel Tiger's Neighborhood) é um desenho animado educativo que narra o cotidiano das crianças.

A produção canadense/americana é dedicada para o público em idade pré-escolar (de 2 a 4 anos). Ela transmite uma série de pequenos ensinamentos como partilhar, reconhecer os sentimentos ruins e lidar com as frustrações diárias.

Resumo

Daniel é um tímido, curioso e corajoso tigre de quatro anos que vive uma infância plena de aprendizado.

Daniel é a princípio filho único, sua família, composta pelo pai (um tigre que trabalha em uma fábrica de relógios) e pela mãe, cresceu com a chegada de uma irmã de Daniel.

Todos vivem na Vizinhança Imaginária, uma região muito especial e lúdica.

família de Daniel Tigre
A família de Daniel Tigre composta inicialmente pelo pai e pela mãe

O jovenzinho também tem uma série de amigos que são crianças (como por exemplo o príncipe Quarta-feira e a Helena) e outros animais (a coruja, a gata). Na história é bastante frequente que animais (coruja, gato) e objetos animados ganhem vida e se comuniquem falando.

Os episódios curtos, de 11 minutos, descrevem situações cotidianas das crianças: o dia do aniversário, o piquenique com os amigos, as brincadeiras habituais.

Análise

Na produção infantil Daniel Tiger's Neighborhood assistimos o humor e a espontaneidade típicas do universo da infância.

Observamos a relação de Daniel com aqueles que estão ao redor e também aquilo que se passa dentro da sua cabeça reconhecendo as dúvidas e curiosidades típicas da infância.

Identificação com o espectador

Nas aventuras de Daniel Tigre o personagem chama o espectador de vizinho estabelecendo uma relação de proximidade com quem está do outro lado da tela.

O programa intencionalmente quebra a quarta parede e o protagonista fala direto com o espectador fazendo perguntas interativas e simples como por exemplo

ei, você quer brincar de faz de conta comigo?

Daniel Tigre faz sempre uma pausa após essas perguntas direcionadas ao público deixando espaço para o espectador responder.

Esse é um dos recursos empregados que faz com que a criança se identifique com Daniel Tigre acreditando que o protagonista se trata de um amigo próximo.

Estimula o desenvolvimento da criança

Um dos objetivos da animação, voltada para o as crianças em idade pré-escolar além de entreter (também) ensinar.

Daniel Tigre ensina, por exemplo, as crianças a contarem, a darem nomes as cores, as formas e a aprenderem as letras do alfabeto. Há, portanto, uma preocupação pedagógica na produção.

Daniel Tigre
Daniel Tigre ensina uma série de coisas para as crianças entre elas contar, nomear as formas e identificar as letras do alfabeto

O desenho estimula igualmente a criatividade na infância ao apresentar canções e exercícios de imaginação. As músicas têm um papel importante no programa porque facilitam a memorização. Daniel Tigre sempre inventa uma nova canção durante as suas peripécias.

Desenvolve a autoestima

Outra preocupação da produção é estimular não só as relações interpessoais como também a autoestima da criança.

Daniel tem uma atitude positiva em relação a si mesmo, mesmo quando leva algumas broncas dos mais velhos.

Daniel Tigre
Daniel Tigre ensina os pequenos a desenvolverem a autoestima

Desenvolve as relações interpessoais

Ao longo dos episódios assistimos também a relação do pequeno tigre com os pais e vemos como se desenvolve essa interação que é permeada de muito afeto. O desenho estimula os sentimentos de carinho, gratidão e respeito entre as crianças e os mais velhos.

Entre os amigos também há uma preocupação de desenvolver o sentimento de união, a noção de como é viver em conjunto com respeito (apresentando o que é moralmente aceitável e o que é condenável). Esses limites são vistos na relação de Daniel com os amiguinhos que o cercam.

Daniel Tigre e os amigos
Daniel Tigre e os amigos

Comunicar é essencial

Daniel Tigre também nos ensina que é preciso comunicar de uma maneira racional e não violenta em todas as situações - mesmo quando se está triste, frustrado ou se sentindo injustiçado.

Em uma série de episódios o pequeno tigre se depara com eventos ruins que não esperava e em todos eles é capaz de comunicar aquilo que sente.

Daniel ensina a lidar com sentimentos difíceis

A criança facilmente se identifica com Daniel Tigre e dessa forma ela aprende, assim como o personagem, a lidar com sentimentos difíceis. Daniel em praticamente todos os episódios é obrigado a confrontar as próprias frustrações (a raiva, a angústia, a insegurança).

Um exemplo prático pode ser visto no episódio em que Daniel Tigre espera dias ansiosamente para ir para a praia e, justo naquela data, chove. Daniel então precisa aceitar que o seu desejo não vai acontecer exatamente na hora que desejava.

Chuva na praia
Daniel Tigre ensina a lidar com as decepções como no dia em que quis ir à praia e afinal choveu adiando todos os planos

A decepção faz parte da vida e é preciso superá-la

O desenho ensina, portanto, a lidar com a decepção fazendo com que a criança perceba que as coisas muitas vezes não acontecem como nem quando queremos.

Em inúmeras situações a mãe de Daniel Tigre repete a seguinte frase:

se algo der errado dê uma virada e veja o lado bom

Daniel Tigre também encoraja a criança a lidar situações difíceis como por exemplo quando é preciso para tomar uma injeção.

Conheça também

Rebeca Fuks
Rebeca Fuks
Formada em Letras pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (2010), mestre em Literatura pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2013) e doutora em Estudos de Cultura pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro e pela Universidade Católica Portuguesa de Lisboa (2018).